• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Setor Bugiganga

“Cama com baú f*da”: Para vender o colchão velho, ele fez o melhor comercial possível

A peça publicitária tem uma pegada noventista no melhor estilo ‘(011) 1406’.

Brasileiro é aquele bicho que já nasce com PhD em publicidade. Até porque a gente leva muito a sério a ideia de que propaganda é a alma do negócio.

Há alguns anos falamos sobre a iniciativa absolutamente incrível do publicitário Cassio Regal para vender seu apartamento: Cassio fez nada mais nada menos do que uma paródia de Chandelier, música da cantora Sia.

Ontem (28) mais uma prova de toda genialidade nacional veio à tona: o diretor de arte Lucas Ramos (@luvasramoscompartilhou no Twitter um anúncio nada convencional de venda de uma “cama irada, com colchão e baú f*odas“:

Se você não conseguiu acompanhar a legenda:

“Cama irada. Com colchão e baú. Apenas 10 meses de uso. Paguei 1.559 nela. Tô pedindo R$600. Fui intimado judicialmente. Me ajuda!”

A ‘peça publicitária’ de Lucas com pegada noventista – no melhor estilo ‘(011) 1406’ – viralizou e já conta com mais de 50 mil curtidas até a publicação desta matéria. O anúncio foi aprovado com louvor pelos internautas mais críticos da rede.

Apesar do sucesso nas redes, a cama ainda não foi vendida. Em conversa com o SOS, Bruno Reis (dono e proprietário do objeto) falou sobre a repercussão:

“O Lucas, que trabalha comigo, falou que ia fazer um vídeo pra dar um gás nas vendas. Aí tem o lado bom e ruim disso. O bom é que muita gente veio perguntar. O ruim é que criaram até um grupo ‘suruba na cama f*oda’. Está fora do controle. O Lucas criou um monstro chamado ‘cama com baú f*da'”.

Não, Bruno não foi intimado judicialmente – apesar de o apelo ser bom. O fato é que ele foi morar com a namorada e comprou uma cama de casal. Agora, a “cama com colchão e baú f*oda” está ocupando espaço no apartamento do casal.

O sucesso da propaganda foi tanto que a galera está pensando até em adaptá-la para outros fins:

Se você for de São Paulo, capital, e estiver precisando de uma cama com colchão e baú, é só entrar em contato pelo número do vídeo. Bruno mora na Vila Mariana e não vê a hora de desocupar sua sala.

Daiane Oliveira
Jornalista, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui