• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

“Blogueira de Baixa Renda” faz sucesso compartilhando o ‘lifestyle do pobre’

Segundo a autora, o canal reforça que ‘todos os dias acordamos para lutar’.

Glamour, viagens, muitos recebidos, hotéis de luxo… Quem acompanha grandes influenciadores pode estar acostumado a ver tudo isso diariamente. Afinal, esse é o Universo que envolve as celebridades da internet.

Há pouco mais de 6 meses surgia um canal no YouTube que despertaria a curiosidade e admiração de bastante gente justamente por destoar disso tudo: o “Blogueira de Baixa Renda

Nathaly Dias Barbosa, 26 anos, mora com seu marido Guilherme, a quem chama de Stu, no Morro do Banço – Rio de Janeiro. A estudante e bolsista pelo ProUni do último período de Administração já compartilhava pelo Instagram (@blogueiradebaixarenda) seu cotidiano: “Lá eu compartilho o lifestyle do pobre da favela“, destaca.

Em janeiro deste ano, Nathaly começou a ser presença constante também no YouTube. Seu canal já reúne mais de 2 milhões de visualizações e conta com quase 95 mil inscritos. É assim que ela apresenta seu espaço de compartilhamento de vídeos:

“Blogueira de Baixa Renda é mais que um canal, é uma troca de experiências, somo suma grande comunidade e aqui você acompanha todo o meu universo de baixa renda, se identificando ou não, até porque você não precisa ser baixa renda para ter no nosso espírito! Vamos acordar todos os dias para vencer e espantar a tristeza a pauladas, afinal todos os dias acordamos para lutar. Pray for Blogueira.”

Em entrevista ao SOS, a blogueira contou que hoje trabalha exclusivamente criando conteúdo para a internet: “O Blogueira de Baixa Renda é uma empresa e temos nosso próprio CNPJ, então em outras palavras sou empreendedora“, mencionou orgulhosa.

Quando perguntada sobre o que a motivou a se tornar criadora de conteúdo, Nathaly destaca a figura de sua mãe, empregada doméstica, como forte inspiração:

“Eu via como ela lutava e que, assim como ela, muitas outras pessoas lutam todo dia. Então decidi mostrar parte dessa luta, a luta diária de uma pessoa normal, no Instagram de forma descontraída e sem filtros, mostrando a vida como ela é.

Sempre soube que seria uma voz, seria alguém que teria uma mensagem a passar. E essa voz é a dos Baixa Rendinhas”.

‘Baixa Rendinhas’ é a forma carinhosa de Nathaly e seu esposo, Stu, se referirem aos seguidores da blogueira, que fala surpresa sobre como tem sido a recepção do conteúdo que produz:

“A reação das pessoas me surpreendeu, porque sempre tive um retorno muito legal. A quantidade de gente que se identifica é gigantesca”.

O canal tem crescido de maneira assustadora para a blogueira, que diz ter se sentido invisível por 25 anos e, de repente, se viu conhecida por milhares de pessoas.

“Tenho trabalhado forte na questão da insegurança. Sempre me achei uma mulher f*da e sempre soube que um dia seria ouvida pois tenho muito a contar, porém ainda não consigo crer que essa galera que tá chegando vai ficar. Dá um medo danado, sabe?

É louco mas a cada dia que passa sei que tô no lugar certo”.

O conteúdo de Nathaly é diversificado – vai desde dicas para organização da casa a controle financeiro. Uma série de vídeos lançada por ela no YouTube bombou: com 23 vídeos a blogueira falou sobre Minimalismo de Baixa Renda. Um vídeo sobre Compras de Supermercado Minimalista já ultrapassou a marca de 195 mil visualizações.

A blogueira de baixa renda destaca que o mais importante de estar onde está agora é ser sua própria chefe, se dedicar a algo criado por ela. E, apesar de não considerar seu conteúdo muito bom (milhares de pessoas discordam, Nathaly!!!), ela elencou os 5 vídeos que mais gostou de ter gravado. Então, se você não a conhece, pode começar por aqui:

 

1. Controle Financeiro

 

2. Guarda-roupa minimalista

 

3. Tour pelo Apartamento

 

4. Como funciona a Coleta de Lixo na Favela

 

5. Comprando maquiagem pela primeira vez em 26 anos

Daiane Oliveira
Redatora, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui