• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Astigmatismo: essas duas imagens revelam se você tem ou não a doença

O teste simplificado não substitui o exame oftalmológico. 

Ao observar a imagem acima, com qual delas você identifica sua visão?

Se você enxerga como a imagem do lado esquerdo, onde as luzes se estendem como linhas, possivelmente você possui astigmatismo. Vale dizer que esse teste simplificado não substitui o exame oftalmológico. 

De acordo com o censo demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 35 milhões de brasileiros possuem doenças oculares. O astigmatismo é uma das mais comuns, no Brasil afeta 60% da população, segundo o Hospital de Olhos de Santa Catarina, este número é maior do que a média mundial.

O astigmatismo, nada mais é do que uma deformação no olho, na real, uma curvatura no globo ocular que causa refração incorreta da luz e consequentemente desfoque das imagens, principalmente a noite, quando rola uma dificuldade a mais para enxergar o número do busão. Mesmo sendo comum, 22% das pessoas com a doença nem fazem ideia que a têm.

Mas como esta condição se desenvolve? Bem, um indivíduo pode simplesmente nascer com este problema, hereditariamente, ou desenvolver por lesões nos olhos, doenças ou cirurgias. O simples ato de coçar os olhos constantemente pode gerar este tipo de deformação.

Além disso, existem duas características desta condição, o astigmatismo corneano, quando a córnea tem uma forma distorcida, e o astigmatismo lenticular, quando o cristalino que é curvo.

Acho que tenho astigmatismo, o que fazer?

A doença é fácil de ser identificada, quem possui astigmatismo pode sofrer com dores de cabeça, dificuldade para enxergar, visão dupla e sensibilidade à luz (fotofobia). Crianças podem sentir tensão e cansaço nos olhos, e também dificuldade de focar em palavras. O problema se torna mais comum associados com outras doenças como a miopia e a hipermetropia.

Visão com astigmatismo.

Para um diagnóstico preciso, é muito importante consultar um oftalmologista. O especialista irá questionar todos seus sintomas e realizar exames mais precisos como o de visão, que é o método mais conhecido, onde o paciente deve identificar as letras em uma tabela há seis metros de distância; o de refração; o de ceratometria, que mede a curvatura da córnea; e a topografia de córnea, onde médico analisa precisamente a anatomia desta região.

O tratamento de astigmatismo tem por objetivo melhorar a visão do paciente, através do uso de óculos, lentes de contatos rígidas ou gelatinosas. Nos casos mais graves, principalmente quando a doença está combinada a outra, o indivíduo é submetido a uma cirurgia de correção. Não tem como prevenir o astigmatismo, o ideal mesmo é diagnosticar a doença precocemente para evitar complicações futuras.

Fonte(s): Hypescience, Hospital de Olhos Santa Catarina, Minha Vida, Blog da Saúde/ Ministério da Saúde
Monique Duarte
26 anos, jornalista, sonhadora que ama comer e dormir! Se cariocas não gostam de dias nublados, ela nasceu no lugar errado.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui