• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

As 18 Piores ‘Heresias Alimentícias’ que os brasileiros cometem

Misturar é bom e todo mundo gosta. Mas nessa, cometemos pecados culinários sem saber.

Pratos ‘importados’ que recebem “adaptações”, hábitos que são considerados falta de educação, receitas mirabolantes que misturam ingredientes impensáveis, são apenas alguns exemplos das muitas heresias alimentícias dos brasileiros.

É claro que o que comemos (e como) é problema nosso e você faz o que bem entender nas suas refeições, até porque algumas dessas ideias são realmente gostosas. Mas sinto informar que talvez esteja causando este tipo de reação nas pessoas:

giphy

Conversamos com o chef de cozinha Fernando Corsi e com o culinarista Luiz Cintra para descobrir algumas das “gafes” que estamos acostumados a cometer à mesa, graças a nossa imaginação fértil. Olha só:

***

1. Molhar o arroz no shoyu

Não é recomendável molhar o arroz no shoyu. Encharcar o bolinho com o molho de soja é considerado sacrilégio pelos orientais. O molho deve acrescentar e não roubar sabor, revela o chef Fernando Corsi.

O certo é mergulhar o sushi no molho de soja com o peixe virado pra baixo, ao contrário do que está fazendo a pessoa da foto a seguir.

14_shoyu_arroz

tatim

2. Pizza com catchup

Perdoem-me os que gostam, mas pizza com catchup é pecado capital, segundo os especialistas. A pizza foi feita para ser degustada como chega à mesa, no máximo com um pouco de azeite. Mas pra quem peca todo final de semana na balada, o que que é jogar um catchupinho na pizza, né?

Pizza

terra

3. Quebrar o macarrão antes de cozinhá-lo

Se ele não couber inteiro na panela, espere a primeira metade imersa cozinhar um pouco para dobrar o resto pra dentro, aconselha o chef Fernando.

7_macarrao_inteiro

socorronacozinha

4. Hot Dog com tudo dentro

Cachorro quente é um sanduíche tipicamente americano que tem como ingredientes originais: salsicha com molho agridoce, picles à base de pepino, mostarda e catchup. Os americanos mais ‘moderninhos’ usam chucrute e chilli, para incrementar a receita nos EUA.

Só no Brasil que vem com purê de batatas, vinagrete, milho, babata palha, ervilha, maionese, ovo de codorna e outras coisas mais.

1-dogaobrasileiro

vejasp

5. Pizza doce

Pizzas doces podem até ser deliciosas, mas elas simplesmente não existem no país de origem. Na Itália, não é comum colocar brigadeiro, chocolate ou frutas na receita tradicional da pizza.

5_pizza_doce

donatellaeventos

6. Comer sushi com garfo

Eu sei, não é assim tão fácil comer usando o hashi, principalmente se você é novo nisso, por este motivo a maioria dos restaurantes japoneses no Brasil oferece o garfo, mas, pela etiqueta do país de origem, é mais indicado comer com as mãos do que usar talheres, garantem os especialistas.

12_sushi_garfo

dreamstime

7. Pipoca com Vinagre

Pipoca com Vinagre? Isso mesmo, você leu certo. Alguém inventou de colocar vinagre na pipoca e outras pessoas acharam isso muito bom. O líquido deixa a pipoca um pouco murcha, mas o sabor azedinho pode conquistar seu coração estômago.

3pipoca_vinagre

ehow

8. Esfihas doces e outros sabores

As esfihas originais vindas da Síria e do Líbano para o Brasil no século passado eram tradicionalmente recheadas com carne bovina, carne de carneiro, queijo, coalhada ou verduras temperadas.

Hoje, elas ganharam diversas variações, com recheios de ricota, cheddar, atum, carne seca e até mesmo recheios doces. Nossa larica agradece a criatividade tupiniquim.

2_esfiha

poracaso

9. Hot Rolls e Sushis doces

No Japão, sushi é salgado, feito de legumes, peixes e frutos do mar. Fim. Os Hot Rolls também é coisa ocidental, já que no Japão os sushis não passam nem perto de uma fritadeira. Ah, o cream cheese também não é um ingrediente usado no país de origem do sushi.

15_sushiserrados

sushialacarte

10. Pizza com borda recheada

Outra adaptação que nós fizemos da receita original de pizza, para qual alguns italianos puristas podem torcer o nariz, é incrementar a borda com gergelim, ou melhor pior, rechear com alguma coisa. Dificilmente você encontrar isso nas pizzarias da Itália.

18_pizza_gergelim

manopizzaria

11. Misturar Wasabi com molho de soja

Misturar wasabi no shoyu é heresia!

Confesso, eu faço isso às vezes, mas prática é mal vista pela etiqueta japonesa porque o wasabi perde parte da força quando é misturado a qualquer outra coisa e os japoneses consideram desejável que a comida seja heterogênea, para que você sinta todos os sabores separados, esclarece os especilaistas.

13_shoyu_wasabi

gettyimages

12. Pacu Pizza

Já ouviu falar em Pacu Pizza? A receita do Mato Grosso é na verdade um peixe recheado com muçarela, presunto, bacon, azeitonas, tomates e ovos cozidos e orégano, ingredientes comuns nas receitas de pizza.

Tem muita gente que ama a receita, que é bem tradicional lá no centro-oeste, mas tente explicar para um italiano porque raios um peixe assado recheado é chamado de pizza.

4_pacupizza

históriadepescador

13. Comer hambúrguer com garfo e faca

O uso do garfo e da faca para comer hambúrgueres pode até ser uma mão na roda para os desastrados, principalmente se o lanche for daqueles recheados de muitos ingredientes.

Mas, quando o Conde de Sandwich resolveu rechear pão com salame para não precisar interromper o carteado, em 1762, e terminou ganhando créditos pela invenção do sanduíche, ele o fez exatamente para que não precisasse usar talheres e assim manter pelo menos uma das mãos livres enquanto jogava.

17_hamburguer_garfo

1zoom

14. Cortar o macarrão no prato

Se você cozinhou o macarrão inteiro bonitinho, por que raios vai cortá-lo para comer? Cortar macarrão para comer também é errado, garante o chef. O certo é enrolar a massa no garfo. Na Itália, cortá-la é considerado uma verdadeira heresia, por isso eles usam uma colher para ajudar enrolar a massa.

8_macarrao_cortar

bolsademulher

15. Tomar missoshiru (sopa japonesa) de colher

Tomar Missoshiru (ou sopa de missô) com colher é falta de educação, sabia? Para não cometer nenhuma gafe no restaurante japonês, o certo é levar recipiente com as duas mãos até a boca. Se ele contiver tofu, e outros sólidos, você pode contar com a ajuda do hashi.

11_misso_colher

diáriosemlactose

16. Misturar molho branco com molho à bolonhesa

Tudo bem que os dois molhos são bem apetitosos, e a mistura pode até ficar gostosa, mas cada um tem sua serventia, além do que já são suficientemente pesados, e a combinação pode passar dos limites, revela o chef. Aposto que sua nutricionista não vai aprovar a receita, mesmo que seu paladar ame.

9_branco_bolonhesa

clickgrátis

17. Coxinha de queijo

Um clássico em sua cidade de origem, Jundiaí, no interior de São Paulo, a coxinha de queijo causa controvérsia. “Não, não é bolinha, é coxinha mesmo, só que com queijo no lugar do frango”, dizem os fãs do salgado. Já os puristas, costumam reclamar que a iguaria não merece o nome de coxinha pelo simples fato de não ter frango.

16_coxinhaqueijo

jundiaqui

18. Macarronada com arroz e feijão

Brasileiro que é brasileiro, AMA uma mistura. Fato. Mas misturar a dupla tipicamente brasileira com o prato típico italiano é quase um pecado, e pior, é desnecessário, garantem os especialistas. Não precisa comer tanto carboidrato de uma vez só. A não ser que você gaste muita energia fazendo trabalhos braçais pesados.

10_arroz_feijão e macarrão

tnh1

– E você, comete alguma heresia gastronômica que não está na lista? Conta pra gente!

Mariana Schittini
Radialista por formação, jornalista por profissão, Mariana Schittini obviamente gosta de se comunicar, dar opiniões e trocar informações.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui