• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right
Patrocinado

App de Relacionamento com “Date às Cegas”: esqueça as fotos para encontrar sua Alma Gêmea

Sem foto, foco na personalidade é um dos diferenciais do novo aplicativo BMatch.

Se você não utiliza ou já utilizou aplicativos de relacionamento, provavelmente conhece alguém que já fez isso – até porque pesquisas recentes apontam que quase 60% da população brasileira está conectada por meio desse tipo de app. 

A mesma pesquisa sugere ainda que, em três décadas, 70% dos casais de todo o mundo terão se conhecido em algum tipo de aplicativo. Ou seja: essa realidade vai ficar cada vez mais presente na vida das pessoas.

Com essa crescente busca por aplicativos para encontrar o par perfeito, alguns conceitos sobre o assunto vêm sendo questionados – e mudados. Um deles é sobre o perfil dos usuários. Se antes a busca online por relacionamentos era restrita aos solitários de plantão, hoje a procura é cada vez mais ampla.

Essa enorme busca também vem revelando algumas características das pessoas que buscam relacionamentos, e é algo discutido já há alguns anos: se queremos um relacionamento duradouro, não devemos dar tanto valor às fotos que os usuários compartilham – seja nos aplicativos ou demais redes sociais.

Por que devemos deixar as fotos de lado?

Uma publicação da Associação Americana de Psicologia mostra que informações sobre uma pessoa, como seus posicionamentos pessoais, são mais relevantes em um relacionamento do que aparência física ou status social, por exemplo.

O estudo finaliza sinalizando que, quanto mais tempo às pessoas se conhecem, menos elas se importam com fisionomia ou estética do outro. Parte disso se deve a uma característica psicológica chamada Efeito de Exposição onde, basicamente, quanto mais uma pessoa é exposta a algo (ou alguém) repetidamente, mais ela tende a gostar daquilo.

Em matéria sobre o assunto, o jornal The Guardian menciona que nossas expectativas não têm se limitado tão somente a uma foto de perfil – não é a aparência um fator determinante para o sucesso de um relacionamento.

Ao mesmo veículo, Val Sampson, conselheira de relacionamentos, destacou que as pessoas buscam cada vez mais coisas em um parceiro:

Não estamos apenas procurando um parceiro romântico, estamos procurando um amigo, confidente, parceiro sexual, às vezes até um parceiro de negócios“, disse.

Segundo o artigo, muitos estudos sugerem que temos uma chance maior de sucesso se escolhermos um parceiro com a mesma religião, que mora perto de nós, com a mesma atitude em relação ao dinheiro, criando filhos e política. Ou seja, para um relacionamento duradouro, os fatores físicos vêm depois.

Portanto, nada mais natural que a tecnologia acompanhe essa exigência, dispondo de novas ferramentas e filtros para tornar a busca por um par ideal ainda mais efetiva.

BMatch: o novo aplicativo que faz “encontros” às cegas

Dentro dos aplicativos tradicionais é impossível desconsiderar completamente a fisionomia de uma pessoa, porque é justamente por meio dela e de poucas informações no perfil que decidimos se vamos ou não investir em uma conversa.

Mas, um novo aplicativo promete mudar essa dinâmica. Com lançamento previsto para o final desse mês (julho), o app de relacionamento BMatch chega ao mercado para concorrer com outros aplicativos do mesmo segmento; porém, com alguns diferenciais significativos.

Com uma funcionalidade inédita, o BMatch promove uma espécie de “encontro às cegas” dentro da plataforma: é o modo Blind Match.

Cruzando interesses preenchidos pelos usuários através de um formulário, o app buscará o match ideal – com um detalhe interessante: durante o primeiro contato a imagem dos usuários não será revelada, será preciso alguns dias de papo e interação para, enfim, conhecer o rosto do outro usuário.

Isso possibilita que outras informações consideradas mais relevantes como gostos pessoais, opinião política e estilo de vida sejam descobertas antes de se avaliar a fisionomia. Na divulgação do aplicativo a empresa afirma que a ideia é garantir que “os usuários poderão encontrar pessoas interessantes baseadas em conteúdo de verdade, e não considerando apenas a sua aparência física“.

O aplicativo permitirá a aplicação de filtros que busquem pessoas baseadas nos seus interesses, não apenas de maneira aleatória.

Mas esse aplicativo é seguro?

Segurança é realmente uma coisa essencial, porque é preciso ter garantias de que a pessoa que vemos na foto é realmente aquela com quem estamos conversando. A popularidade desse tipo de aplicativo trouxe também um lado negativo: pessoas que criam perfis falsos para aplicar golpes, inclusive financeiros nos usuários.

Preocupados com isso, a BMatch trouxe a tecnologia de reconhecimento facial para validação da conta. O usuário precisará tirar uma selfie ao vivo e com isso, o aplicativo cruzará a selfie com as fotos da galeria do celular do usuário, para garantir a veracidade do perfil.

Relacionamento sério ou encontros casuais?

Outra dificuldade para se engatar relacionamentos por meio dos aplicativos é a diferença de interesses. Você dá match querendo relacionamento sério e a pessoa só está a fim de curtição. Sem julgamentos, afinal, cada um define suas prioridades. Mas, e se queremos algo sério?

O ideal seria que só conversássemos apenas com quem busca a mesma coisa, seja sexo casual ou um relacionamento mais duradouro. Por isso, além do “Blind Match”, a interface do aplicativo apresenta outros dois modos de conversa: Modo Casual e Modo Sério – assim o usuário pode escolher conversar com pessoas que buscam coisas semelhantes às suas.

Diversão como um diferencial extra

Quando um novo serviço se lança num mercado tão conhecido e consolidado como o universo dos apps de relacionamento, é essencial que existam diferenciais que levem o usuário a utilizar esse serviço e não o concorrente.

Buscando alcançar seu objetivo de “criar relacionamentos e conexões fortes entre as pessoas de um jeito leve, fácil e divertidoa BMatch traz jogos, dicas e outros quebra gelos dentro da plataforma. A intenção, é claro, é deixar o usuário cada fez mais à vontade para vivenciar as experiências que o aplicativo possibilita.

Outra solução interessante, caso sua intenção seja permanecer anônimo para os conhecidos: basta ativar a opção “ficar invisível” para pessoas dos mesmos círculos de amizade que você, como seus amigos do Facebook e Instagram.

O aplicativo já está disponível para dispositivos Android e iOS.

O download é gratuito, mas o app conta também com uma “versão VIP”, que permite acesso ilimitado às suas funcionalidades, além de possibilitar visualizar os likes que o usuário recebeu.

E aí, o que você acha de ter um “encontro às cegas” por um aplicativo de relacionamento? Compartilhe com a gente sua opinião!

Siga o BMatch nas redes sociais: 

BMatch conteúdo de responsabilidade do anunciante
Daiane Oliveira
Jornalista, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui