• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Sinta-se Bem

15 Alimentos que podem ser congelados e você (provavelmente) nem imaginava

Aproveite mais as possibilidades do freezer, sem medo de ser feliz.

Bruno Oliveira Publicado: 15/02/2022 11:09 | Atualizado: 15/02/2022 14:53

Como congelar comida? Qualquer alimento pode ser congelado? Quanto tempo a comida pode durar no congelador? O que eu posso colocar no freezer? Essas e outras curiosidades, a seguir.

 

Você também é daquele tipo de pessoa que tem o dia tão corrido que não consegue parar nem um tempinho pra fazer aquela boa e velha comida caseira que tanto ama? Se sua resposta for sim, talvez congelar aquela comidinha do dia a dia seja realmente a melhor opção pra você.

Mas pera aí… não dá pra sair congelando tudo de todo jeito né?

Claro, porém alguns dos principais alimentos que temos na geladeira podem passar bastante tempo congelados em porções que, uma vez descongeladas, já estão praticamente prontas pra levar ao fogo e facilitar e muito a sua vida!

 

Especialistas explicam como congelar comida do jeito certo

Pra entender melhor sobre a bruxaria técnica do congelamento, conversamos com o Diego Bittencourt, Nutricionista e Gastrólogo na UFJF.

Em nossa conversa ele nos contou que a maioria dos alimentos podem durar semanas e até meses no congelador sem perder o sabor e nem o seu valor nutricional. Sendo assim ideal para pessoas que não tem tempo ou paciência para cozinhar por horas, mas não abrem mão de uma comida deliciosa.

No caso você.

Segundo o especialista, congelar alguns alimentos não interfere em suas propriedades nutricionais, mas pode influênciar na textura:

“De forma geral, nenhum congelamento causa perda de nutrientes. O que ocorre é a perda de vitaminas hidrossolúveis por lixiviação no desgelo, ou seja, com a perda de água.”, diz o especialista.

Também conversamos com o Tales Saia, ele é Nutricionista formado pela FMRP, especialista em exercício e obesidade e pós-graduando em Psicologia, nutrição e transtornos alimentares.

Segundo o especialista, congelar alguns alimentos pode ser uma opção não apenas nutritiva, mas também prática e que facilita a nossa rotina diária:

“Um dos pontos importantes sobre o congelamento é evitar desperdícios mas também excesso no consumo.

Deixa eu te dar um exemplo meu: No final do ano recebi diversos doces, chocottones como forma de presente e agradecimento de pacientes e amigos, seria um exagero consumir tudo de uma vez. O que fiz? porcionei em pedaços adequados e congelei para que pudesse comer na hora certa”, revela.

 

Mas qual é a melhor forma de congelar?

Os especialistas explicam que a melhor forma de congelar pode variar de alimento pra alimento.

  • Contudo, a recomendação geral é guardar em potes herméticos, que possam ser bem fechados ou em sacos plásticos com o mínimo de ar possível.
  • Além disso, o degelo deve sempre ser feito de forma lenta, na geladeira de um dia pro outro.

Dito isso, separamos abaixo essa lista, avaliada pelos nutricionistas Tales Saia e Diego Bittencourt, dos 15 alimentos que você nem imaginava que pudessem ser congelados. Simbora!

 

1. Castanhas

No caso das castanhas o ideal seria congelá-las cruas, com casca e pele, mas sabemos que às vezes já temos elas torradas. E aí, nesse caso o que devemos fazer? Muito simples, é só picar elas igualmente e voilà!

As castanhas podem ser guardadas em sacos plásticos, quanto menos ar, melhor e depois descongeladas na geladeira. Além do mais as castanhas já torradas podem ficar no freezer por até seis meses, mas se forem frescas podem ficar lá até um ano!

 

2. Queijo

Um dos derivados do leite mais comuns na nossa geladeira (por vezes até mais que o próprio leite) são os queijos. Pra evitar que o seu mussarela vire um gorgonzola uma ótima opção é congelar!

Porém, queijos muito frescos não podem ser congelados, como o queijo tipo minas e o coalho. Em compensação, os queijos mais duros (tipo parmesão inteiro) podem ser mantidos fora da geladeira sem problema; quanto aos demais, pode congelar sem pena!

O ideal é manter as porções em pedaços separados ou até mesmo ralados, em sacos tipo zip, à vácuo ou em saco pra congelamento, retirando o máximo de ar possível.

O sabor não é alterado, mas quanto à textura o queijo pode perder um pouco de água e consistência. Mas caso você vá derreter ele isso não é problema. O queijo pode ser mantido por até 1 ANO no congelador e depois pode ser descongelado lentamente na geladeira.

 

3. Iogurte

O iogurte é um tipo de alimento muito comum na cozinha mas que poucos imaginam que pode ser congelado. Mas calma aí, não espere que o iogurte pode ser congelado para todas as ocasiões.

No caso do iogurte, ele só deve ser congelado se for pra ser usado em receitas. O motivo disso é que, como na maioria dos derivados do leite, após o congelamento ele pode talhar e isso afeta diretamente no seu sabor.

O ideal é que o iogurte seja congelado em frascos bem tampados e com espaço para que ele cresça. O degelo deve ser feito na geladeira, lentamente e atenção (!), que o iogurte só pode ser mantido congelado por apenas um mês.

 

4. Cream Cheese

Apesar de sua consistência mais espessa, o cream cheese é outro derivado do leite que também pode ser congelado. Seguindo a orientação dos seus primos iogurte e queijo, o cream cheese também deve ser congelado em potes bem fechados e com um espaço extra pra expandir.

O degelo do cream cheese deve ser feito na geladeira lentamente e sua textura também é alterada. O motivo disso é que o congelamento do ingrediente também separa a gordura da água e por isso é mais recomendado ser congelado caso você vá usar ele em alguma receita, posteriormente.

O cream cheese pode ser mantido por até dois meses.

 

5. Café (creme)

O café é outro ingrediente que pode, sim, ser congelado. Porém, apenas se for em creme.

O motivo disso é que o café, tanto em pó quanto em grão, quando congelado, absorve a humidade e perde completamente seu sabor original e textura.

Mas na versão em creme, o café pode ser congelado em potes bem fechadinhos no congelador por até três meses. Após esse período o café pode ser descongelado lentamente na geladeira.

Inclusive, já testamos uma receita de café dalgona (um tipo de creme de café) de forma manual, que deu super certo:

 

6. Ovos

O ovo é um ingrediente que normalmente não imaginamos que pode ser congelado, mas erro nosso pois ele pode sim!

A única exigência é que ele só deve ser congelado fora da casca, pois caso sejam congelados com casca podem explodir. Além da sujeira, o contato com a casca pode contaminar tanto o alimento quanto o congelador.

Outro truque que nossos especialistas nos ensinaram foi o de adicionar sal ou açúcar ao ovo que for ser congelado, a depender do que você for fazer com ele depois de descongelado. Além disso, colocar sal ou açúcar ajuda a manter a estabilidade da gema.

Os ovos podem ser guardados em sacos ou potes bem fechados, o degelo pode ser feito lentamente na geladeira e eles podem ser mantidos congelados por (pasme) UM ANO no congelador. Finalmente chega de ver o ovo estragar na bandeja.

 

7. Manteiga

A manteiga pode ser congelada em potes bem fechados ou até mesmo envoltas em papel alumínio.

O problema é que ao descongelar, a manteiga pode ficar um pouco rançosa e você pode estranhar isso. Contudo, no sabor nada é alterado. E não vai fazer mal se você quiser usar ela derretida, né?

O pulo o gato é que a manteiga tem diferentes prazos que podem ser mantida congelada. A manteiga com sal pode ficar até nove meses no congelador, mas a sem sal segura apenas até três meses.

 

8. Bolo

Uma excelente saída pra facilitar a vida de quem, assim como nós, ama bolo, seria poder congelar a massa pra assar na hora que quiser né? Mas, infelizmente, isso não é possível.

Pois, congelar a massa crua faz com que ela perca sua estrutura, aquela liga que a massa tem quando tá pronta, e também o sabor não fica legal quando é colocada pra assar.

A boa notícia é o bolo assado, esse a gente pode congelar e de uma forma bem fácil. É só embalar em plástico filme depois de assado e frio. Dessa forma ele se mantém delicioso e sem alteração de textura. Além do mais, o bolo pode ser mantido congelado por até três meses.

 

9. Pão

Apesar da massa de bolo não poder ser congelada, já a massa de pão pode sim.

O truque é manter os filhotes de pãozinho separados em sacos com o mínimo de ar possível. E pra descongelar é tão fácil quanto os outros ingredientes dessa lista, é só deixar na geladeira e assim que estiver descongelado é só assar.

A textura e o sabor não são alterados, já que você vai assar e ele vai sair fresquinho do forno. Você pode manter a massa congelada por até dois meses. Ideal para quem mora só, pode comprar vários pães na padaria, congelar e consumir aos poucos.

 

10. Banana

Apesar de inusitada, essa é a opção de congelamento mais famosa da lista. Afinal, é uma forma de aproveitar a banana quando ela fica super madura.

Mas é importante lembrar que algumas frutas e legumes tem o sabor e a textura alterados devido ao rompimento de fibras pelos cristais de gelo e, em alguns casos também há separação entre a gordura e a água. Por isso, ela vai perder a sua consistência.

O ideal é que você corte em pedacinhos e guarde esses pedacinhos em um saco plástico sem ar ou um pote bem fechado. Ela pode ser mantida congelada por até seis meses, em seguida, descongelada na geladeira. Ideal para usar em receitas, como sorvete e bolo!

 

11. Temperos frescos

Assim como no caso do café em pó, temperos em pó também não podem ser congelados pois absorvem a humidade do gelo. Mas esse não é o caso quando falamos dos temperos frescos.

Bem… na verdade depende um pouco.

Assim como a banana, os temperos frescos podem ser congelados, picados ou não, em sacos ou potes bem fechados e sem ar, mas eles absorvem um pouco de água. Por isso, depois de congelados, eles só devem ser usados em receitas que forem para o forno ou fogão, pois perdem sua estrutura.

O degelo como de praxe deve ser feito na geladeira e os temperos podem ser mantidos congelados por até três meses.

 

12. Leite

O leite pode ser congelado em frascos bem tampados e com um pouco de espaço livre, pois, depois de congelado ele pode expandir um pouco. Outro truque interessante é congelá-lo na horizontal, em pequenas porções ou até em forminhas de gelo (de preferência, embaladas).

Porém ,é importante ficar atento na hora de descongelar pois pode haver a separação da gordura com a água e o leite pode talhar. Portanto, para evitar que isso aconteça, o ideal é descongelar na geladeira lentamente e depois de descongelado totalmente o recomendado é dar uma mexida nele pra misturar.

Segundo os especialistas o leite pode ser mantido congelado por até 3 meses.

 

13. Abacate

O abacate é uma fruta que tem lá suas dificuldades de se manter estável quando descongelado. Mas, se tua intenção for fazer um prato maravilhoso com ele ou aquela vitamina deliciosa, congelar o abacate pode ser uma mão na roda.

É só descascar e picá-lo em pedaços iguais e depois armazenar em saco plástico ou pote bem fechado. O abacate pode ser mantido congelado por até três meses e depois é só deixar na geladeira descongelando.

 

14. Cogumelos

Os cogumelos, de forma geral, devem ser congelados ainda enquanto frescos. Contudo, os cogumelos mais comuns que a gente encontra no mercado podem ser congelados tanto crus, quanto cozidos.

O segredo é armazenar os cogumelos cozidos em um prato ou forma, para evitar criar grandes blocos de gelo. Em seguida, assim como os crus, transfira para um pote bem fechado. Os nutrientes do cogumelo não se perdem, porém, caso você queira congelar cogumelos desidratados, saiba que a textura é alterada pois eles absorvem água durante o processo.

O degelo se faz na geladeira e os cogumelos podem ser mantidos congelados por até nove meses, quando frescos, ou um ano no caso de cogumelos cozidos ou branqueados (antes de congelar, faça um cozimento rápido, em torno de quatro minutos).

 

15. Vinho

Finalmente uma bebidinha na nossa lista! No entanto, no caso do vinho precisamos ter o cuidado de armazená-lo em um recipiente que possibilite a sua expansão. Ou seja, nada de congelar direto na garrafa.

O motivo é que o vinho é principalmente composto por água e a água se expande naturalmente quando congelada. Dito isso, o ideal é armazenar o vinho em um pote fechado e com espaço, ou até mesmo em forminhas de gelo. O degelo pode ser natural e lento como os demais itens da lista.

Enquanto armazenado o vinho pode ser mantido por tempo indeterminado. Mas lembre-se que o sabor do vinho é levemente alterado, tornando ideal para ser usado em receitas ou drinks depois do degelo.

 

Fonte(s): Antioxidant study – University of Chester, Tribunal de Jundiaí, Daily Mail, Tommy's Super Foods, Uiversidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Setor de Alimentação e Nutrição, Processamento de alimentos pelo calor:, Prof. Dr. Estevãn Martins de Oliveira - UNIPAMPA, EFEITOS DO PROCESSAMENTO INDUSTRIAL DE, ALIMENTOS SOBRE A ESTABILIDADE DE VITAMINAS:, UNESP
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui