• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

18 Alimentos e Bebidas que deixam nosso pum mais fedido!

Esses alimentos, quando consumidos sem moderação, liberaram mais odor.

Denisson Soares Publicado: 19/07/2021 11:26 | Atualizado: 19/07/2021 12:24

Conheça os alimentos que devem ser consumidos com moderação se quiser soltar pum, flatular, peidar, soltar uma bufa, liberar o gás… com menos odor.

 

Apesar de ser um assunto que a gente evita falar, eis o fato: todo mundo peida. Aliás, de acordo com algumas pesquisas, uma pessoa costuma soltar entre 12 e 25 peidos por dia.

Mas nossa conversa sobre flatulências tem mais a ver com aquilo que vem antes: alimentos e bebidas que transformam um simples pum em uma arma tóxica capaz de derrubar qualquer exército.

Então, o que devemos consumir com moderação? Dá só uma olhada.

 

Alho

O Brasil é rico em pratos que levam alho. Até mesmo temos a intensa discussão de internet se o arroz deve ser temperado com ou sem esse alimento em algumas regiões do país. Mas, porque o alho causa peidos fedorentos?

Pois é um alimento rico em enxofre.

 

Alcachofra

A alcachofra  é uma raiz repleta de amido. Além disso, contem alta concentração de inulina, um tipo de carboidrato não digerível que se torna muito gasoso ao passar pelo processo de fermentação realizado pelas bactérias intestinais.

Ou seja, além de peidar mais, você (e quem estiver por perto) ainda terá que lidar com um cheiro vindo da boca do esgoto.

Porém, tem outro lado da história. A inulina é um importante probiótico que não é digerido no estômago e no intestino delgado, mas chega ao intestino grosso servindo de alimento para as bactérias.

Dessa forma, é transformado em butirato, um ácido graxo que atua na proteção do revestimento intestinal. Além disso, o butirato tem um importante papel para funções musculares, nervosas e ósseas, uma vez que melhora a absorção de cálcio e magnésio pelo corpo humano.

 

Trigo, cevada e centeio

O trigo, a cevada e o centeio tendem a piorar a flatulência em pessoas que sofrem de doença celíaca. O problema desses alimentos para os indivíduos com essa condição é o glúten, uma proteína que provoca uma intensa reação autoimune no intestino.

Além de peidos mais fedorentos, ainda há outras consequências, tais como, diarreia, dor e problemas gastrointestinais.

Obs.: a gente sabe que dietas sem glúten são cada vez mais populares, no entanto, não devem ser iniciadas sem nenhum motivo e sem acompanhamento de um profissional. Por serem muito restritas, podem causar desequilíbrios e deficiências nutricionais . Por exemplo, perda de peso, anemia e até problemas neurológicos!

 

Cerveja

Muita gente não resiste a uma cervejinha gelada após um dia estressante de trabalho ou no churrasco do fim de semana. Mas como se exagerar já causasse a tão temida ressaca, beber muita cerveja pode fazer com que seu pum tenha um cheiro mais horroroso que o comum.

Os carboidratos e fermentos encontrados em excesso nessa bebida não são digeridos em seu cólon. Logo, se precisar ir ao banheiro fazer o n°2 tenha certeza de que ninguém vá entrar lá um bom tempo depois de você, já o “fedor final” será bem mais intenso.

 

Vinho

E quem diria que uma taça chique de vinho poderia causar peidos fedorentos! Mas essa é a realidade e a culpa é do enxofre encontrado na bebida. Então, fica o alerta sobre a bebida naquela noite de encontro com alguém especial.

 

Vegetais crucíferos: repolho, couve-flor, brócolis

Entre os vegetais considerados os vilões para peidos fedidos estão o repolho, couve-flor e brócolis. E, novamente, o enxofre entra em cena, já que essas plantas, entre outros vegetais , liberam essa substância em nosso organismo.

Os glucosinolatos, produtos orgânicos que contém enxofre e que são liberados por essas plantas no processo de digestão, não tem a função apenas de deixar seus gases mais fedorentos, mas também servem de alimento para as bactérias probióticas.

 

Alimentos ricos em proteínas: carnes

Caro leitor/a/e, se você tem uma dieta rica em proteínas, a exemplo da dieta carnívora e cetogênica, uma coisa é certa: não tem como fugir de uma flatulência vinda de Chernobyl.

Quando comemos aves, peixes, porco, ovos e carne vermelha, por exemplo, que são ricos em enxofre, durante o processo de digestão nosso organismo transforma esse composto em sulfeto de hidrogênio (realizado pelas bactérias). Como consequência, você terá mais gases com cheiro de ovos podres.

 

Leguminosas: feijão, lentilha, grão de bico

Lentilhas, feijão e outras leguminosas, além de causar gases mais fedorentos, também podem fazer com sua barriga fique inchada. As fibras dietéticas desses alimentos não são quebradas pelas enzimas do corpo humano. Como consequência, são fermentadas pelas bactérias do intestino grosso.

Vale observar que a maneira como esses alimentos vão impactar no cheiro da flatulência depende, na verdade, de suas próprias bactérias intestinais. É por isso que algumas pessoas não sentem nenhuma alteração enquanto que outras começam a peidar com mais frequência.

Lembrando que arroz com feijão viram proteína quando consumidos juntos. E como aprendemos agora, proteína = peido fedido.

 

Ovos

Não é mito que os ovos estão entre os alimentos que mais contribuem para deixar o pum mais fedido. O motivo? Eles são cheios de enxofre e proteínas, o que faz com o que o organismo demore muito mais tempo e demande mais esforço para digeri-los.

Curiosamente, o cheiro do enxofre é bem (muito mesmo) parecido com o de ovos podres.

 

Leite e derivados: queijo, manteiga

O culpado, nesse caso, é uma condição chamada de intolerância a lactose. A lactose é um tipo de açúcar presente no leite que é decomposto pelo nosso organismo por uma enzima chamada lactase.

Porém, em pessoas com intolerância a lactose não tratada, o corpo não produz lactase o suficiente. Sendo assim, ao ingerir lacticínios, o individuo pode apresentar flatulência excessiva e mau cheirosa, distensão abdominal, dor no estômago e diarreia.

 

Peidos fedorentos são motivos de preocupação?

Depende.

De acordo com um artigo publicado no site Health, especializado em temas relacionados a saúde, peidos fedidos, por si só, não devem ser motivos de preocupação.

Pela nossa pequena lista acima, fica claro que a piora do cheiro, geralmente, é culpa de alguns alimentos que ingerimos. Mas isso não significa que deva exclui-los da sua dieta, de forma alguma. Consumir com moderação pode aliviar o forte odor.

O que deve chamar sua atenção: além do pum fedido, caso tenha sintomas adicionais, como diarreia, sangue nas fezes, febre ou perda de peso, é melhor consultar seu médico.

Aliás, qualquer alteração no funcionamento normal de seu intestino que não desapareça após você soltar peidos fedidos (ou não) ou expelir as fezes, pode indicar algum problema.

Fonte(s): Indian Today, BBC, Mens Journal, Dude Products, Health, NBCI, Medical News Today, Badgut, Medical News Today, Atlasbiomed
Denisson Soares
Editor e Redator que encontrou na comunicação digital uma das melhores formas de difundir ideias, conhecimentos e tornar o mundo mais solidário e sem preconceitos. Amante de café, rock e séries de ficção sonha com o dia em que as coisas no planeta não pareçam um filme pós-apocalíptico.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui