Colunas

DSTs comuns estão se tornando resistentes a todos os medicamentos (e a culpa é nossa)

01 de junho de 2017
Postado por Dario

Depois do surto de HIV, que voltou a aumentar no mundo inteiro, agora mais outra bomba foi divulgada, ou melhor três!

Gonorreia, sífilis e clamídia são as três DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) mais comuns atualmente. A notícia é que, acredite, elas estão se tornando intratáveis.

A Organização Mundial de Saúde declarou que essas doenças bacterianas estão ficando resistentes aos tratamentos por conta do mau uso dos antibióticos.

Nevada DUI, https://nevadadui.wordpress.com/2015/02/20/prescription-and-over-the-counter-drugs-that-could-get-you-a-duidwi-charge/

SEM LEGENDA

As três doenças juntas contagiam cerca de 200 milhões de pessoas por ano, devido a esse número alarmante o tratamento acabou sendo banalizado e mal administrado.

Com dosagens acima do necessário e tempo de medicação muito superior ao que seria corretamente recomendado, as bactérias acabaram se acostumando com a droga e pior, tornando-se resistentes à ela, informa a publicação.

A gonorreia é o pior dos casos. Enquanto a sífilis e a clamídia se mostram apenas mais resistentes, segundo a OMS já foi encontrada uma evolução da bactéria causadora da gonorreia que não responde a nenhum tipo de medicamento existente, grosseiramente falando, já diagnosticaram uma gonorreia sem cura. Assustador, né?

Consulta do Bem, http://blog.consultadobem.com.br/author/consulta-do-bem/page/3/

SEM LEGENDA

Tempo de mudar

Para barrar essa realidade, o órgão recentemente aconselhou mudanças no tratamento dessas três doenças. Usar medicamentos específicos para cada caso e não administrar os antibióticos padrões para qualquer situação de contágio por doença bacteriana. E, claro, numa dosagem bem inferior a que tem sido usada nos últimos tempos.

A organização ainda sugeriu aos governos que acompanhem anualmente a “resistência” dessas bactérias, como forma de acompanhar a evolução (ou não) dessa situação mundial tão preocupante.

Mas ainda a melhor forma de conseguirmos mudar o rumo disso é o bom e velho preservativo. As DSTs podem causar consequências graves à saúde quando não tratadas, além de aumentar as chances da pessoa ser infectada pelo vírus HIV.

Portanto, use camisinha.

Superinteressante, Exame

MATÉRIAS RELACIONADAS