• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Agrotóxico que diminui o pênis está sendo proibido no mundo todo, menos no Brasil

E o cenário piora quando damos um jeitinho bem brasileiro.

O Brasil é o país que mais faz uso de agrotóxicos no mundo, mas agora vamos falar de um poluente específico: o pesticida sulfluramida. Essa substância, apesar de ser evitada em vários países do mundo, está na lista da Anvisa de Ingredientes Ativos de Uso Autorizado no Brasil – o componente químico é usado no país e ainda exportado.

A grande questão é que, como denunciado na matéria do The Intercept Brasil, esse pesticida se degrada e transforma-se em um ácido (PFOS) que possui relação com diversos problemas de saúde, como infertilidade, alta no colesterol, disfunção na tireóide, problemas na imunidade e, inclusive, alguns tipos de câncer.

Um estudo publicado em 2018 mostrou que esse mesmo ácido, além de problemas com fertilidade, também é responsável pela redução do tamanho do órgão genital masculino. Sim, seu pênis pode ficar menor com a ação desse agrotóxico.

O estudo comparou jovens expostos com jovens não expostos ao ácido resultante da degradação do pesticida. O resultado apontou que os jovens expostos ao PFOS, além do membro menor,  possuíam espermatozoides em menor quantidade (cerca de 50% a menos) e mais lentos.

Nos 182 países que fazem parte da Convenção de Estocolmo, o uso de PFOS foi duramente restringido desde 2009. O Brasil, único país sob a tutela do tratado que tem permissão para produzir o pesticida, usado contra formigas, conseguiu exportá-lo sem notificar a convenção porque o acordo restringe o PFOS, sem fazer menção à sulfluramida.

Fonte(s): Revista Galileu, The Intercept
Daiane Oliveira
Jornalista, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui