• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Faz Tudo

chevron_left
chevron_right

7 Coisas que você NÃO DEVE ter em casa, segundo o Feng Shui

Depois dessas dicas, fica bem mais fácil se livrar daquela velha maré de azar.

Quem nunca passou por aquele período terrível da vida em que tudo parece dar errado e a bad parece uma grande bola de neve?

Bem, se você é um daqueles que não se preocupam muito com o estado da sua casa e é adepto da filosofia do “quanto mais bugigangas, melhor”, saiba que isto pode estar contribuindo – e muito – para os seus problemas.

Esta é uma das lições do Feng Shui, uma ciência milenar chinesa que ajuda os seres humanos a estarem harmonizados com o universo ao ensiná-los a se posicionarem e manipularem corretamente o próprio ambiente.

Com um ambiente equilibrado pelas recomendações dessa ciência, benefícios relacionados à saúde espiritual, física e emocional podem ser conquistados, além de efeitos como a prosperidade e a melhora dos relacionamentos interpessoais.

Por estar relacionado à disposição de elementos em determinados espaços, o Feng Shui pode ser utilizado tanto no início de um projeto de construção, quanto em etapas posteriores, como em uma reforma ou em mudanças pontuais.

Mas, antes de começar a aplicar em sua casa, é bom saber que você terá que começar a praticar o desapego. No canal Escola Esotérica, o mestre em Feng Shui, Luiz Netto, revelou 7 coisas que as pessoas não devem ter em casa segundo as técnicas chinesas.

 

Apesar de serem alguns dos vilões do bem-estar e da prosperidade, elas estão na casa de muita gente por aí, e podem estar na sua também. Veja quais são:

 

1. Pano em cima da tampa do fogão

Muita gente não dá muita bola para o fogão, a não ser na hora da fome. Mas, para o Feng Shui, ele é um dos elementos que podem salvar o seu bolso. O fogão proporciona prosperidade e criatividade à vida das pessoas que residem na casa.

Por esta razão, aquela mania de fechar a tampa do fogão e colocar um pano deve ser totalmente abandonada. Nenhum pano, independente de suas condições, deve ser colocado sobre o fogão.

O ideal é que ele esteja sempre limpo e com a tampa abaixada quando não estiver sendo utilizado.

 

2. Coisas embaixo da cama

Se tem uma coisa que as pessoas adoram fazer para economizar espaço é colocar diversas coisas embaixo da cama. Mas, segundo o Feng Shui, isto faz com que a energia de vitalidade da terra que deve ser absorvida pela cama – e pelos seres humanos – seja perdida.

É por esta razão que a cama dos orientais é colada ao chão. Fato curioso, justamente por isso, o Feng Shui criou a cama box, com objetivo evitar que coloquem coisas debaixo dela. Depois dessa, é melhor correr e tirar toda a bagunça de lá.

 

3. Cactos, jibóias e plantas pendentes (dentro de casa)

Plantas são um dos pontos altos da decoração dentro de uma casa. Mas será que todas elas fazem bem às pessoas neste ambiente? Segundo o Feng Shui, há três plantas que não se deve ter dentro de casa para evitar efeitos indesejados.

  • A primeira delas é o cacto. Embora sejam lindos e fáceis de cuidar, eles possuem espinhos e retém muita água, retendo também muita emoção e causando mudanças para o estado emocional das pessoas.
  • A segunda é a jibóia, uma planta trepadeira que se enrola no tronco do xaxim e faz jus ao seu nome de cobra, gerando fofocas, atritos e outros problemas interpessoais na casa.
  • Já a terceira pode ser representada por qualquer planta pendente, porque tudo o que gera o “cair” proporciona às pessoas a sensação de depressão.

A boa notícia é que você não precisa abrir mão delas, e sim utilizá-las em um espaço fora da casa, como na varanda ou no corredor.

 

4. Quadros com mensagens negativas

Quadros com gravuras e mensagens diversas são utilizados há séculos para a decoração de ambientes, mas muitas pessoas não analisam o impacto que a mensagem destas obras terão para a sua vida.

Segundo Feng Shui, as pessoas devem evitar gravuras e frases que passam emoções negativas, adotando, ao invés disso, mensagens que estejam de acordo com o que a pessoa deseja de positivo para si.

Ou seja: a menos que você deseje interiorizar a sensação de agitação ou de destruição, por exemplo, é bom deixar de lado aquele quadro com a imagem de um céu tempestuoso.

 

5. Objetos quebrados

Além de geralmente não serem úteis, objetos quebrados não são visualmente bonitos. Segundo o Feng Shui, eles causam sensações de incompletude, de não poder possuir o objeto em sua forma inteira.

Considerando que interiorizar sensações como estas não é nada benéfico, o ideal é jogar fora os objetos quebrados ou restaurá-los. Mas nada de fazer aquele conserto meia-boca. As marcas de rachadura ou outros defeitos também causam sensações negativas.

Claro, existem versões com rachaduras super bonitas, como a técnica Kintsukuroi que utiliza ouro como cola, no fim, o que importa é a sensação que o objeto traz. Se não for possível restaurar o objeto, é melhor reciclar.

 

6. Vasos com plantas mortas

É comum ver pessoas que deixam vasos com plantas mortas em sua casa por preguiça de colocar uma nova planta ou utilizar o vaso para outro fim. Com isso, o vaso passa a dar a sensação de que nada cresce e de que não há vida por ali.

Para evitar a interiorização destas sensações, é aconselhado colocar uma nova planta, dar outra finalidade ao vaso ou reciclá-lo, a fim de evitar aquele aspecto de falta de prosperidade e do crescimento de boas energias na casa.

 

7. Entulho

Aquele entulho que faz parte da vida de boa parte da população é um vilão de acordo com o Feng Shui. Ele representa estagnação, sujeira e destruição. Nem é preciso dizer as sensações que ele proporciona às pessoas, não é mesmo?

É preciso evitar restos de materiais de construção e lixo, seja no quintal ou até mesmo no depósito, que deve ser tão organizado quanto os outros cômodos da casa. Desta forma, a casa irá passar a impressão de prosperidade e completude.

 

Veja o vídeo completo:

Fonte(s): Casa Quântica, Escola Esotérica
Tati Santana
Baiana com muito dendê, estudou Marketing e Cinema, mas seu maior crush é escrever. Adora noites de lua cheia, papo esotérico e o jeitinho "rock'n roll meio nonsense" de levar a vida.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui