• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Sinta-se Bem

5 Dicas para preservar a sua coluna em longas viagens de carro

Especialista ensina como evitar dores nas costas ao viajar muitas horas de carro (ou busão).

Raphael Domingos Publicado: 20/01/2016 15:00 | Atualizado: 20/01/2016 15:00

Nada como juntar os amigos, jogar as mochilas no porta-malas e partir para uma viagem incrível de carro, não é mesmo?

viagemcarro_sososteiros

Mas, após 40 minutos de pura felicidade, nos deparamos com aquele engarrafamento clássico, que parece durar metade da viagem. E como se essa situação já não fosse ruim o bastante, algo pior ocorre: uma pontada monstra é desferida na coluna.

Para evitar que sua coluna estrague a viagem toda, o ortopedista Rogério Vidal, especialista em coluna do Hospital das Clínicas, forneceu algumas dicas que lhe ajudarão a chegar inteiro(a) ao seu destino. Se liga!

***

1. Postura

Segundo Vidal, a famosa dor nas costas é decorrente da má postura do motorista ao voltante e isso acabará restringindo a pessoa de realizar ações simples.

“A falta de postura da pessoa, pode fazer ela trocar o lazer pela sala de fisioterapia, por isso é importante ter alguns cuidados para não sofrer um problema na coluna e colocar por terra a viagem tão esperada.”

preservar_coluna_sossolteiros

driving

2. Posição do banco

Muitos podem não dar tanta importância para a maneira correta de reclinar o banco, porém, esse vacilo pode refletir em dores na coluna, braços e pernas. E de acordo com o ortopedista, se você deseja evitar incômodos, preocupe-se em regular o encosto de maneira correta.

“É imprescindível corrigir a posição do banco, deixando a lombar apoiada. O banco não pode ficar nem muito para trás, nem muito para frente, porque com o tempo, se ele (o motorista) tiver alguma pré-disposição a ter algum problema na coluna, ele pode desenvolver uma hérnia de disco ou desgaste precoce desse disco na coluna.”

preservar_coluna_sossolteiros_2

autogo

3. Alongue-se

Não é porque estamos viajando que devemos ficar todo o tempo dentro do carro, parados feito bonecos de teste de impacto, ainda mais se o trânsito estiver intenso, pois, conforme o Dr. Vidal indica, esse é o melhor momento para sair do veículo, esticar as pernas e movimentar o esqueleto.

“O movimento simples de abrir e fechar as mãos pode melhorar a circulação no membro superior e acaba melhorando também o retorno de sangue e até a posição da coluna cervical.” 

Movimentar o pescoço é outro exercício recomendado pelo profissional, que ameniza a tensão e o incômodo nas costas.

alongamento_sososlteiros

classicar

4. Cuidado com as malas

Na ânsia de querer por o pé na estrada o mais rápido possível, às vezes, pegamos as malas de qualquer jeito e é aí que mora o perigo, porque se mantivemos uma postura errada, nossa coluna é que paga o pato. Meça suas posturas, parça!

“No momento de um simples flexionar do joelho para pegar a mala, a pessoa pode sofrer uma dor intensa, que a levará direto para o hospital. Por isso, é preciso fazer um trabalho em cima da postura, consertar hábitos errados, reforçar a musculatura e controlar o peso. Evite sobrecarga na mochila de viagem e não faça movimentos bruscos”, adverte Vidal.

carregarmala_sososlteiros

onlymyhealth

5. Prevenção

Não espere a bomba explodir. Assim, agregue períodos de alongamento e caminhadas na sua rotina; essas atividades ajudam na manutenção da coluna, evitando dores. Contudo, se você já sentiu algum sintoma, o doutor afirma que colocar em prática essas simples ações pode amenizar a situação, dando bons resultados.

“Primeiro é preciso que a pessoa se conscientize que o alongamento tem que fazer parte do dia a dia dela, e esse já é um ponto fundamental para prevenir as dores. Lembrando que o alongamento deve ser feito antes, durante e depois da tarefa.”

alongacar_sososteiros

footage

Agora que já manja todos os paranauê, boa viagem!

imagem de capa: thetimes

Raphael Domingos
Acredita que o processo de autoconhecimento é o melhor trampolim para encontrar propósito de vida, o que gera significado para toda uma existência, incluindo o aperfeiçoamento de performance profissional. Também crê no poder do colaborativismo e no sistema de conhecimento compartilhado.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui