• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

30 Dicas certeiras para assar um Bolo perfeito

Garantia de sucesso, mesmo sem entender nadica de nada.

Bate a larica forte e você pensa: “poxa, se eu soubesse fazer um bolo…”

Stéfanie Stefaisk, jornalista brasileira apaixonada por gastronomia e criadora do blog especializado em culinária Hat & Apronpublicou algumas dicas certeiras que podem garantir o sucesso do seu bolo, mesmo sem entender nadica de nada.

Dê uma olhadinha antes de colocar a mãos na massa. Se liga!

 

1. Bolo pesado vs. Bolo fofo

Segundo a blogueira existem maneiras de preparar seu bolo para que ele fique com a massa densa, mais pesada ou fofinha. Como a textura da massa depende muito do gosto dos sortudos que comerão a gulodice, vale a penas saber esses segredos:

  • Para um bolo pesado, de massa densa, use ovos inteiros e manteiga gelada.

  • Quando um bolo leva mais açúcar que farinha, ele terá a massa pesada.

  • Para um bolo fofo e esponjoso, use óleo e claras separadas das gemas.

 

A preparação

2. Separe tudo

Antes de começar a fazer seu bolinho, já coloque na bancada todos os ingredientes necessários. Isso além de facilitar o processo, já que tudo estará “em mãos”, ainda evita que você chegue no final da receita e se dê conta que está sem um ingrediente importante.

 

3. Forno frio, jamais!

Em hipótese alguma coloque o bolo pra assar em um forno frio. O forno precisa estar pré-aquecido por no mínimo 10 minutos antes de receber a massa crua. A blogueira revela que para garantir o sucesso da receita, aumenta o tempo para 15 minutos.

 

4. Temperatura do forno

A não ser que a receita peça uma temperatura específica, o padrão para se assar um bolinho será sempre de 180º C, o que equivale a temperatura média.

 

5. Temperatura dos ingredientes

Costuma guardar os ovos e o leite na geladeira? Pois então retire-os do eletrodoméstico um pouquinho antes de preparar a receita. Todos os ingredientes usados na massa do bolo devem estar na temperatura ambiente.

Apenas se sua ideia for fazer um bolo pesado e denso, a manteiga pode e deve estar gelada.

 

6. Peneire

Passe em uma paneira todos os ingredientes secos como farinha, cacau em pó, açúcar, etc. Isso vai soltar os grãozinhos e deixará a massa mais aerada e mais fofa. A técnica também evita que fique aqueles carocinhos de farinha.

 

7. Não use farinha com fermento

Você já deve ter visto no mercado que já existem algumas farinhas que possuem o fermento já incluído no produto. Não as use para fazer bolos.

A blogueira alerta para que o fermento seja o último ingrediente a ser colocado na massa, exatamente antes dela ir ao forno, para assim ter seu efeito potencializado. Fermento já na farinha começa a agir antes da hora e o resultado final pode não ser dos melhores.

 

8. Siga à risca as quantidades

Ainda mais se você não tem muita experiência, não troque as quantidades de nenhum dos ingredientes. Siga à risca o que manda a receita.

“Confeitaria é meio que matemática, se você não trocar o 2 + 2 por 1 + 1 + 2, a sua conta vai dar errada e você pode acabar com um gremlin tomando conta do seu forno.” conta a blogueira.

 

9. Unte a forma

Jamais se esqueça de untar a forma, passando manteiga e depois polvilhando farinha por cima, em toda parte interna. Também não se esqueça de tirar o excesso de farinha, a blogueira revela que já se atrapalhou nessa parte há uns anos.

“A primeira vez que eu fiz um bolo, minha mãe falou para eu untar com manteiga e enfarinhar. Só que ela não disse que era pra eu retirar o excesso de farinha, dando leves batidas na forma. Resultado? Eu ganhei uma crosta branca no meu primeiro bolo, que inutilizou a casca inteira.”- conta Stéfanie.

 

Colocando a mão na massa

10. Quebre cada ovo separadamente

Sim, pode parecer uma tarefa chata que nos fará perder tempo, mas é importante que cada ovo seja quebrado em um recipiente à parte, para só depois ser incluído à massa. Imagine você quebrar o último ovo em cima da massa e ele estar estragado? Desastre!

 

11. Sem cheiro de ovo

Para o bolo não ficar com cheiro de ovo, acrescente os ovos à massa de um em um, e bata muito bem no intervalo entre eles.

 

12. Bater a clara em neve

Deixe para bater suas claras em neve sempre ao final da receita. Ela deve ser usada imediatamente, pois em pouco tempo ela começa a derreter e soltar uma “água” que pode desandar seu bolo.

 

13. Acrescente a clara em neve por último

Muitos bolos fofinhos pedem claras em neve para que a textura fique como o esperado.

Para que tudo de certo, acrescente as claras em neve por último, quando a massa toda já estiver pronta, e mexa com movimentos de baixo para cima, para não quebrar os flocos e a massa ficar aerada e, futuramente, bem fofinha.

Caso a massa esteja pesada demais, você pode acrescentar as claras em neve em duas etapas. Coloque a primeira porção (1/3 mais ou menos) e misture, quando a massa já estiver menos densa, mais aerada, você então acrescenta a outra parte.

 

14. Transformando em bolo de chocolate

Caso a receita seja de um bolo branco e você queira transformá-lo em um bolo de chocolate, diminua a quantidade de farinha da massa na mesma proporção da quantidade de cacau em pó que você usará.

Por exemplo, você vai colocar 4 colheres de cacau em pó na massa? Retire 4 colheres de farinha. A blogueira alerta que não é certeza que vai dar certo, mas essa alteração faz com que as chances aumentem.

 

15. Manteiga vs. Margarina

Manteiga e margarina são coisas totalmente diferentes, portanto, se na receita pede manteiga e você usa margarina, algo pode dar errado. Stéfanie aconselha, por experiência própria, a usar óleo no lugar de margarina, quando não se tem manteiga.

 

16. Manteiga com sal

Segundo a blogueira, há quem considere uma heresia essa prática feita por ela, mas em qualquer receita, mesmo que se peça manteiga sem sal, ela usa com sal. O sal em pouca quantidade realça os sabores dos outros ingredientes e pode ser aquele “quê” a mais no seu bolinho.

 

17. Segredo de mãe

A mãe da Stéfanie diz para sempre mexer a massa do bolo para o mesmo sentido.

Segundo a Superinteressante, ela estava certinha com a dica, já que fazer o movimento no mesmo sentido mantem o glúten intacto, fazendo com que ele dê sustentação melhor à massa. Se misturamos de qualquer jeito, o glúten se espalha todo e nada sai como o esperado.

 

18. Misture bem

Pode parecer óbvio, mas para um bolo sair perfeito, todos os ingredientes devem estar bem misturados, super incorporados a massa.

 

19. Pedacinhos no fundo

Se você for jogar pedacinhos de guloseimas na massa, como gotas de chocolate, frutas cristalizadas, etc, passe-as antes em farinha de trigo, isso evita que elas desçam e se alojem no fundo da forma.

 

20. Regra! Regra! Regra!

Já foi falado, mas temos que pontuar essa regra básica e uma das mais importantes: clara em neve e fermento são os últimos ingredientes a serem adicionados à massa. Em ambos os casos, o movimento para a mistura deve ser suave, com cuidado e mexendo o mínimo possível, de baixo para cima. Depois leve para assar imediatamente.

“Pra você que matou a aula de química, lá vai: o fermento químico passa a fazer efeito assim que entra em contato com o líquido. Por esta razão eu nunca uso farinha com fermento e é também por isso que ele deve ser incorporado por último. Quando começa a fazer efeito e não é levado ao forno, ele começa a perder o seu efeito. Walter White ficaria orgulhoso…”, brinca a blogueira.

 

Levando ao forno

21. Quantidade de massa na forma

Seja as grandes, pequenas ou de cupcake, coloque na forma apenas 2/3 de sua capacidade. A massa vai crescer e você não quer correr o risco dela derramar e grudar no seu forno, certo?

 

22. Massa demais

Caso tenha calculado errado e tem massa demais para sua forma, obedeça a dica acima. É melhor você perder um pouco de massa, que tentar completar a forma e fazer a maior melequeira do mundo.

Uma dica dada pela Stéfanie é colocar a massa que sobrar em forminhas e levar para assar. Assim você não perde nadinha.

 

23. Use a grelha

A blogueira revela que gosta de usar a grelha no forno. Isso faz com que o calor circule melhor por todo interior do forno fazendo o bolo assar uniformemente.

 

24. Não use formas de silicone

Elas prometem ser ótimas, mas de acordo com a experiência de Stéfanie, as formas de silicone não são boas para assar bolos. Além disso, em algumas há sim a necessidade de untá-las. Se possível, opte por formas convencionais.

 

25. Posição no forno

Coloque a forma do bolo bem no centro do forno. Isso fara que o calor circule de maneira uniforme por todos os lados, garantindo que o bolo asse de forma uniforme.

 

26. Não abra o forno

Nunca, jamais, de maneira nenhuma abra a porta do forno onde seu bolo está assando em menos de 25 minutos. Caso faça isso, o bolo vai murchar, solar, desandar, enfim, vai dar ruim.

O ideal é que sempre abra o forno, caso seja necessário mesmo, quando o bolo já estiver próximo de ficar pronto.

 

27. Para checar se está assado

Stéfanie indica o teste do palito para checar se a massa já se transformou em um bolo. É bem simples: enfie um palito ou uma faca no bolo. Se quando você retirar, o objeto estiver limpo, sem massa grudada nele, já esta prontinho.

 

28. Ainda não assou

Se as bordas do bolo já estiverem assadinhas porem o meio dele ainda estiver cru, cubra a forma com papel alumínio. Segundo a blogueira, isso evitará que o bolo queime.

 

29. Espere esfriar

Antes de desenformar o bolo, espere de 20 a 30 minutos, até que a massa esfrie. Caso tente desenformar com ele ainda quente, a massa certamente vai quebrar. Stéfanie aconselha a deixar que o bolo esfrie na própria grelha do fogão (fora do forno), assim ele vai diminuindo a temperatura de maneira uniforme.

 

30. Para servir e não grudar

Para evitar que o bolo, já desenformado, grude na travessa ou forma onde será servido, polvilhe um pouco de açúcar antes.

Fonte(s): Hat & Apron, Superinteressante
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui