• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

3 Filmes pra esquecer o Dia dos Namorados

Aqui, somente clássicos de palavrões, contrabando, sangue e ódio no coração desses protagonistas. Interessou?

Dia nos namorados chegou. Bombons? Você é alérgico a lactose. Flores?…Rinite. Piqueniques, jantares, cinema… hoje não. Se você tá mais pra bar, cerveja, uma pia cheia de louça pra lavar e um estoque de salgadinho no armário, fica a sugestão: atira o Santo Antônio pela sacada, arranja um cobertor (calor humano tá difícil) e confere a lista de filmes que preparamos especialmente pra você.

Nada de casais românticos, choradeira e moço bonito que se apaixona pela moça feia. Aqui, somente clássicos de palavrões, contrabando, sangue e ódio no coração desses protagonistas. Interessou?

 

#1

Scarface (1983)

 

Indicado para:

Amantes de filmes de gangsteres que, como eu, pensam que as melhores histórias são aquelas cheias de sangue latino (e põe sangue nisso), um anti-herói que não vale um centavo e frases de efeito num bom sotaque cubano. Quer esquecer que o amor romântico sequer foi inventado? Comece por aqui.

É bom porque:

Ok, pode ser que você já tenha visto esse filme, mas ele entra nessa lista pelo louvor com que conduz as melhores frases  pra se dizer numa briga. Sim! Experimente Say hello to my little friend na frente de um saco de pancadas (#terapias).

Sujômetro: 

A palavra  fuck aparece ~apenas~  206 vezes. Além disso, sangue, sangue, sangue, miolos, sangue. Um beijo pra quem tá assistindo especial de Dia dos Namorados na TV a cabo.

 

Say hello to my little friend

 

Resumidamente, o longa conta a história de Tony Montana , um criminoso cubano que vai a Miami tentar o sonho americano. Acaba entrando para uma grande gangue de tráfico de drogas, onde conquista posições rapidamente. Sua ganância o leva a se interessar pela mulher de seu chefe e, bem, acho que dá pra imaginar o que acontece quando um subordinado do maior traficante de Miami tem tal audácia.

 

Kobal

 

Al Pacino fazendo o que sabe de melhor numa Miami em plenos anos 80, arrumando treta pesada só pra você se distrair.

 

 

#2

Pulp_Fiction_(1994)_SOS_SOLTEIROS

 

Indicado para:

Gente bruta com bom gosto. Roteiro não linear com montagem perfeita, aquela estética  e ritmo que só Tarantino sabe conseguir e trilha sonora que está entre as minhas preferidas. Como este é um dos meus filmes favoritos, só não vou indicar pra quem não tem estômago.

É bom porque:

Qualquer filme do Tarantino vai ser bom independente da ocasião, já começa por aí. Mas é especialmente legal num dia em que você quer ter toda uma experiência cinematográfica, sabe? Quando você se cansa de tudo e de todos e quer se maravilhar com alguma genialidade, aí está: Pulp Fiction.

Sujômetro:

Tem miolos estourando, injeção fincada no osso… Se você achou Scarface boca suja, espere pra comparar com Pulp Fiction.

 

A garota do chefe aparece de novo

 

Num roteiro fora de ordem, conectam-se dois assassinos de aluguel, Vincent Vega (John Travolta) e Jules Winnifield (Samuel L. Jackson), um grande gangster, Marcellus Wallace (Ving Rhames), sua mulher (Uma Thurman), um lutador de boxe que ganhou uma luta que deveria perder (Bruce Willis) e dois ladrões baratos.

 

Vega e Jules

 

Não entendeu nada?

 

 

#3

Wall Street:o dinheiro nunca dorme (2010)

 

Indicado para:

Dando uma pausa na lavagem de sangue, indico esse pra você que não tem muito gosto por filmes violentos, mas curte ver uma boa briguinha inteligente, cheia de artimanhas e falcatruas. Também é interessante pra quem se interessa por economia e crimes do colarinho branco. Fuja se essa não é a sua praia.

É bom porque:

Com esse filme eu consegui entender várias coisas sobre economia global e crise econômica que não entravam na minha cabeça de jeito nenhum (os designers me compreenderão). O assunto é pesadinho, mas não deixa o longa nem um pouco chato. Na verdade isso o tona perfeito como uma distração construtiva. Você assiste, esquece dos problemas porque percebe que a batata tá muito mais enterrada do que você pensava e ainda fica mais esperto.

Sujômetro:

Esse é limpinho, gente!

 

Tão limpinho como a camisa engomadinha do Shia LaBeouf

 

Gordon Gekko (Michael Douglas) sai da prisão após cumprir pena por fraudes. Sem poder trabalhar com finanças, dá palestras sobre comportamento do mercado.  Após uma delas, descobre que sua filha, com quem não fala a anos, vive com um de seus ouvintes do dia: Jacob Moore (Shia LaBeouf), um operador de Wall Street. Buscando uma aproximação com a filha, Gekko decide ajudar Jacob em meio a investidores sujos e trapaças.

 

Gordon Gekko ainda tem a manha

 

Parece chato pra quem não se interessa por economia, eu sei. Mas se você é remotamente fã desse assunto, vai curtir!

 

 

EU QUERO!

Scarface: DVD | Blu-ray

Pulp Fiction: Tempo de Violência: DVD | Blu-ray

Wall Street: o dinheiro nunca dorme: DVD | Blu-ray

 

Que dia é hoje mesmo?

Karoline Vitto Gomes
Karoline Vitto Gomes – estudante de moda em Florianópolis, amante de cinema, fotografia, design e arquitetura. Como qualquer pessoa que mora sozinha, comida e filmes são mais que obrigação. De sci-fi a gângster, Disney a Tarantino, não esperem aqui uma linha que siga em uma única direção: por um mundo cinematográfico eclético e de boa qualidade.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui