• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Setor Bugiganga

15 Dicas certeiras para ser mestre em Transmissões Ao Vivo pelo Facebook

Quem sabe faz ao vivo, então veja os cuidados para garantir seu sucesso online.

Já foi o tempo em que a gente se cagava todo ficava assustado quando do nada aparecia um ao vivo na TV.

Depois que as redes sociais revolucionaram a nossa forma de compartilhar informação, consumindo-a em uma velocidade jamais vista, transmitir ao vivo é fazer seu próprio “plantãozinho da Globo”.

E como o titio Zuckerberg num é bobo, o Facebook Live foi lançado e dominou essa onda. Veículos tradicionais, formadores de opinião e até a festinha adolescente no bairro, a gente quer transmitir tudo ao vivo, pro mundo.

E foi pensando em como a sua transmissãozinha marota pode se tornar o novo fenômeno da internet, que a gente foi até o site gringo Mashable pra trazer para você as 15 dicas que vão fazer de você o “Mestre dos Magos” do Facebook Live. Se liga!

***

1. Use as duas câmeras

Se sua transmissão for falar de você e do que está ao redor, utilize as duas câmeras de seu celular, a principal (traseira) e a frontal, para dinamizar o vídeo mostrando a sua imagem e a imagem que você vê, durante a transmissão.

Essa é uma excelente alternativa para dinamizar o seu vídeo e também para utilizar de forma didática para, por exemplo, mostrar o lugar que você está falando a respeito ou alguma instrução que você estiver dando.

 

2. Como segurar a câmera

Deitado ou de pé? Isso praticamente não interessa. O formato da transmissão no feed de seus seguidores é (quase*) sempre quadrado, o que significa que retrato (celular em pé) ou paisagem (deitado), te darão a mesma medida de imagem, mas dois detalhes são bem importantes.

  • O primeiro é que você escolha a melhor forma de segurar o seu aparelho e visualizar a tela, pratique com a câmera antes de transmitir e veja como fica mais a vontade ou menos preocupado em derrubar o telefone.
  • O segundo é que se você irá movimentar o celular (deitado e em pé), é importante que a imagem se ajuste a mudança de ângulo, por isso você deve se certificar de que a “rotação de tela” esteja ativada, para que a imagem não fique “virada”.
  • E vale ressaltar que fazer o streaming com o aparelho em modo paisagem (deitado) ou retrato (em pé) o que muda, na real, é como os comentários aparecem, ou ao lado ou abaixo da imagem. Fica a teu critério escolher qual é o melhor. 

facebook-ao-vivo-retrato-paisagem-heromentions

*Enquanto o facebook não oficializou uma forma simples de fazer vídeos com a imagem em modo paisagem, existem algumas formas de fazer isso manualmente. Se você tem um iPhone, clique aqui e aprenda (em inglês).

 

3. Cuide dos comentários

Uma das coisas mais legais do Facebook Live é a interação. Enquanto você transmite, as pessoas que estão assistindo podem fazer comentários que aparecem na tela e você pode responder ao vivo.

Esses comentários não são apagados, então você pode usá-los para seguir a conversa depois da transmissão.

 

4. Se perder a conexão, não perca a transmissão

Eita o sinal caiu! Calma. O Facebook Live pausa a transmissão enquanto tenta se reconectar. Mas se sua conexão nunca mais voltar, tudo que você transmitiu estará gravado em sua página. O botão “Ao Vivo” ficará acinzentado enquanto a conexão não voltar.

Para evitar esse “caiu, voltou” e transformar seu live em sucesso e não em um baita micão virtual, procure fazer suas transmissões com uma conexão bem bacana, a velocidade do upload precisa ser considerável (1mbps pelo menos).

 

5. Escreva uma boa descrição do vídeo

Parece óbvio, mas uma boa descrição pode ser o diferencial que vai fazer a pessoa liberar o áudio de sua transmissão. Use sua personalidade ao escrever e deixe claro quem você é e o que está transmitindo, utilizando o mínimo de palavras.

Dica: Depois do “ao vivo”, você se arrependeu. Calma, que dá para editar a descrição caso ache necessário. Bastar ir em “editar vídeo” para alterá-la.

 

6. A propaganda é a alma do negócio

Segundo a publicação, um porta-voz do Facebook disse que quem promove suas transmissões com antecedência consegue mais visualizações. Não há confirmação estatística disso, mas não custa nada tentar.

 

7. Escolha a hora certa

Manhã, tarde ou noite? Não há como prever quando seus seguidores estarão online, então, a melhor forma é testar. Se você tem uma página, pode dar uma olhada no alcance de suas postagens, por exemplo. Se não tem, aposte no horário de sua transmissão mais assistida.

Dica: Transmissões que precisam ser assistidas com atenção funcionam melhor quando as pessoas estão em casa. Discussões e debates podem ser ouvidos enquanto as pessoas trabalham.

Dica 2: Para dar tempo de sua transmissão invadir o feed alheio são necessários uns 10 minutos, segundo a publicação. Porém, se você não tem conteúdo para esse tempo, ela pode ficar chata e as pessoas que estão assistindo desistirem.

 

8. Planejamento

Não inicie o Facebook Live até ter planejado a transmissão inteira.

Você não precisa elaborar um roteiro complexo, mas uma estrutura simples já está de bom tamanho. Saiba o que você vai fazer no ar, escolha assuntos que tenham algo a ver, crie momentos ou quadros, por exemplo, o que já é um bom começo.

 

9. Deixe mais pessoal

Antes de ler os comentários, cumprimente as pessoas que estão assistindo, mencione seus nomes, as incentive a seguir assistindo e peça sugestões. Isso fará com que eles se sintam parte da transmissão, garante a publicação.

 

10. Invista em equipamento

Ninguém merece assistir uma transmissão tremida. A publicação sugere que você compre um tripé e algumas ferramentas de vídeo, como uma luz, por exemplo. Pra dar um up na imagem, procure posicionar-se em frente a um fundo legal como seus livros ou um quintal, por exemplo.

Dica: Nunca, jamais, never comece uma transmissão sem checar o enquadramento antes.

 

11. Escolha a iluminação correta

Não adianta transmitir em um lugar sem iluminação, procure a sala mais iluminada de onde estiver. E fuja de luzes atrás de você, elas te farão virar uma mancha preta no vídeo.

 

12. Em alto e bom som

Muitas pessoas se descuidam do som ao transmitir ao vivo. Se você estiver em um lugar com o teto alto irá precisar de um microfone externo para ter certeza de que está sendo ouvido. Se não tiver certeza sobre a qualidade do seu áudio, pergunte aos que estão te assistindo.

 

13. Contextualize

Ao começar, não esqueça de fazer uma apresentação. Diga quem você é, o que está fazendo e o objetivo de sua transmissão. Repita essa introdução algumas vezes ao longo da transmissão, pois a cada segundo chegarão pessoas que não sabem do que se trata.

Olá, meu nome é…

 

14. Seja autêntico (de verdade!)

Parece estúpido dizer isso, mas quanto mais real você parecer, mais as pessoas que estão te vendo vão se identificar com você e começar a se importar com o que está fazendo. E caso não tem nada a dizer, não faça as pessoas perderem o tempo delas. Cuidado com o troféu “vergonha alheia”.

 

15. Faça um encerramento

Quando você acabar de transmitir, pause o vídeo por um tempo até que você escute a notificação do final da transmissão. Cortes bruscos podem parecer uma falha sua. Além disso, fazer uma marca ao final, como um bordão, por exemplo, pode ajudar as pessoas a se familiarizarem com você.

Agora que já sabe das dicas, procure um bom sinal de Wi-Fi dando sopa e abuse na criatividade. Nos vemos no live!

Fonte(s): Mashable
Claussen Munhoz
Gaúcho paulistano. Colorado de nascimento, formado em mundanidades e viciado em inutilidades. Tarado por informação, literatura e churrasco. Roteirista, jornalista e ex-produtor de Hermes e Renato que gosta de estudar e de batata. Só mais um entre tantos meninos perdidos.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui