• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

15 Dicas certeiras para não sofrer com o temido ‘Jet Lag’

Porque o fuso horário diferente não pode atrapalhar sua viagem!

Quando viajamos para um país muito distante, além de sentir na pele uma nova cultura, também sentimos os terríveis efeitos do jet lag.

Onde há uma grande diferença de horário entre o país de origem e o país destino, é normal que nosso corpo apresente sintomas nada agradáveis como irritação, insônia, cansaço, problemas fisiológicos e muitos outros, por ainda não estar adaptado ao novo horário.

Isso porque a gente acaba mudando o nosso ciclo circadiano, que nada mais é que o ciclo que repetimos durante as 24 horas do dia: acordar, comer, descansar, dormir, etc… Como tudo está diferente, nosso organismo acaba ficando desregulado; segundo pesquisas, levará uns 4 dias para voltar ao normal.

Porém, existem alguns truques que podem ajudar a acelerar a adaptação do nosso corpo ao novo fuso horário, diminuindo toda essa sofrência. Se liga!

 

1. Viaje descansado

Nada de ficar na balada até tarde ou deixar parar arrumar as coisas no dia da viagem. Embarcar sentindo-se tranquilo e descansado pode ajudar a minimizar os efeitos do jet lag. Deixe tudo arrumadinho, inclusive os documentos, e evite afobações.

 

2. Programe-se

Se já sabe que seu destino tem umas 4 horas de diferença do Brasil, que tal ir se acostumando com essa mudança aos pouquinhos, antes da viagem? Vá mudando seus horários gradativamente até a data da viagem. Altere o horário das refeições, quando acorda e quando vai para cama.

Existem ferramentas tecnológicas que podem te ajudar nessa programação, como o site Jet Lag Rooster, que monta todo o planejamento de adaptação para você com base nas informações do seu local de partida e destino, como o horário que você deve se expor à luz, dormir, etc.

No site da British Airways também tem uma ferramente parecida, bem básica, mas pode te ajudar. Ambas plataformas são em inglês, mas tudo bem, assim você aproveita e já treina um idioma universal, né?

Reduza os efeitos do jet lag para aproveitar sua viagem. É de graça.

 

3. Escolha um vôo que chegue de dia

Depois de passar horas dentro de uma avião, ninguém merece chegar em plena madrugada no destino final. Para seu corpitcho não estranhar tanto a diferença do fuso horário e não se sentir ainda mais cansado, tente escolher passagens onde o avião chegue no local durante o dia. Assim, vai ser bem mais fácil se acostumar.

 

4. Escolha vôos noturnos

Além de chegar de dia, e querer demais pedir para ir à noite? Se o vôo for noturno, sua adaptação ao novo horário tende a ser mais fácil, ainda mais em viagens curtas, além, claro, do tempo passar mais rápido já que você vai dormir.

 

5. Ajuste o relógio com antecedência

Se preferir ser mais certeiro nessa adaptação, que tal já começar as mudanças em pleno vôo? Entrou no avião, apertou os cintos? Mude as horas dos seus relógios de acordo com o horário local da cidade de destino.

É importante já tentar ir vivenciando esse novo horário durante o vôo. Ou seja, se lá no seu destino são 3 da tarde, não importa que esteja noite, tente não dormir e vice-versa.

 

6. Bebeu água?

Aquela sensação ruim do jet lag pode ficar mais intensa caso esteja desidratado. Então beba muita água antes, durante e depois do vôo. Vale recorrer a frutas para essa hidratação também, ok?

 

7. Fique longe de café e álcool

Além de causar a desidratação, que é estimula o jet lag, o álcool também altera o sono, o que pode atrapalhar ainda mais as suas expectativas de se adaptar rapidamente ao horário local. Assim como a “marvada”, o café também tem essas propriedades estimulantes e podem te manter acordado ou com um soninho leve. Resultado: sensação de cansaço eterna!

 

8. Não tome remédios para dormir

Alguns medicamentos que causam sono podem intensificar os efeitos do jet lag. Portanto, se eles não foram receitados por um médico, não recorra à eles pois além das chances de te deixarem mais cansado, podem causar outras complicações.

 

9. Não coma durante o vôo

Um dos truques usados pelas aeromoças para não sentirem tanto os efeitos do jet lag é não comer durante o voo.

Em uma altitude extremamente alta, nosso sistema digestivo fica bem mais lento, quase desativado. Se a gente come, quando aterrizamos tudo volta a funcionar normalmente e então o sistema digestivo tem “um monte de coisa pra fazer tudo de uma vez” e isso acaba nos deixando bastante cansados.

Caso a fome bater e não impossível resistir, prefira sempre coisinhas leves como frutas, biscoitinhos ou barras de cereais.

 

10. Mexa-se

Principalmente em vôos longos, não fique paradão vendo filminho durante a viagem toda. O espaço não ajuda, mas tente se exercitar dentro do avião. Levante, ande, estique as pernas. Os exercícios são importantes para manter uma boa circulação do sangue e assim amenizar o jet lag.

 

11. Chegou? Não durma!

Tudo bem, se chegou durante a noite não hesite e caia na cama. Agora se já está dia, dormir vai atrasar ainda mais a sua adaptação e a tendência de virar uma bola de neve e você não conseguir se ajustar ao horário local tão cedo são grandes. Chegou, tome um banho e se estiver extremamente cansado, tire um cochilo de no máximo 30 minutos.

 

12. Mantenha sua rotina alimentar

Nos primeiros dias, pelo menos até passar o choque inicial, não judie do seu organismo comento tranqueiras fora de hora ou pratos que você não está acostumado. Nosso corpo já estará frágil tentando se acostumar com o horário e uma nova rotina alimentar pode intensificar ainda mais os desconfortos do jet lag.

 

13. Mexa-se durante a viagem

Sabemos que férias é férias e ninguém quer malhar durante esse período maravilhoso, certo? Porém, aqui não temos a intenção de ficar sarado, a atividade é suave, apenas para ajudar nosso relógio biológico a entrar no ritmo normal. 30 minutinhos de caminhada são suficientes ou então, dê um rolêzinho a pé!

 

14. Aposte no bronze e diga adeus a TV no quarto

Sentir a luz na pele, principalmente a do sol, ajuda muito nosso corpo na adaptação do novo fuso horário. Sempre que possível, saia pra rua e tome muito sol, mostre pro seu corpinho que está dia e mande o cansaço embora. Durante a noite, evite as luzes artificiais, tablets, computadores e até ver TV.

 

15. Durma confortavelmente

Quando finalmente chegar a hora certa de dormir, isso é, um horário onde boa parte dos locais também estão dormindo, capriche no conforto da sua caminha.

Uma noite bem dormida é capaz de fazer milagres e ajudar a diminuir qualquer cansaço. Você pode usar máscaras para vendar os olhos, óleos que induzem ao sono e até uma musiquinha que te relaxa. Importante é dormir bem para acordar novo em folha e curtir mais, longe dos efeitos do jet lag.

 

Fonte(s): Infomoney, El Hombre, Momondo, Veja, Skyscanner, IG
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui