• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

13 Projetos brasileiros incríveis com temática “Nudez”

Para além do erotismo, o nu pode representar uma forma de protesto.

Você está aí se achando a pessoa inovadora mandando nudes, mas saiba que exposição do corpo nu como arte já era observada lá no período pré-histórico. Para além do erotismo, o nu pode representar beleza e também ser uma forma de protesto.

Remexendo um pouco na internet e nas redes sociais é possível encontrar projetos incríveis de fotógrafos que usam os corpos como ferramentas para expressar seus desejos, ideias e sentimentos. Separamos alguns que merecem sua atenção.

Vale avisar que esse artigo contém imagens de nudez frontal.

 

1. Raquel Pellicano

A fotógrafa Raquel Pellicano transita entre Brasília, Rio e São Paulo para fotografar mulheres usando a sua sensibilidade incrível. A equipe é formada apenas por mulheres.

É formada em Artes Plásticas e já teve trabalhos publicados em revistas como Vogue Brasil, Trip, VIP e Playboy. Suas fotos foram expostas em Brasília, Goiânia, Rio de Janeiro, Havana e também em Caracas.

 

2. Sensitive Arts

Um projeto criado para mostrar o corpo feminino com sensibilidade, algo “entre o comercial, o sensual, o nu e o boudoir”. Cumpre o que promete! Ironicamente, o idealizador e fotógrafo, Dany, é fotógrafo oficial da Playboy, publicação que já foi muito criticada por objetificar o corpo da mulher.

 

3. Chicos

O Chicos, projeto de arte de Fábio Lamounier e Rodrigo Ladeira, é voltado para o público gay masculino e mostra o que eles chamam de diferentes experiências de identidade, sexualidade, e corpo em um espaço onde elas possam coexistir sem os tabus sociais.

“Aprender que nosso corpo nu é bonito, pois é nosso, é trabalhoso, mas também libertador”. Além das fotos, o projeto conta também com entrevistas em um zine que pode ser comprado online.

 

4. Naked Fotografia

“Sensualidade é um perfume que vem de dentro”. As irmãs Michelle e Mariana Moll querem celebrar a beleza e a pluralidade presentes na sensualidade de cada um. A equipe também é formada somente por mulheres.

Antes de se dedicar ao Naked, a dupla passou por diversas áreas. Michelle já atuou em assessoria de imprensa e também em jornais e revistas como fotojornalista. Mariana trabalhou na Bienal de São Paulo, fazendo visitas guiadas.

 

5. Pornceptual

Criado pelo britânico-brasileiro Chris Phillips, o coletivo Pornceptual transforma a nudez (e até o sexo) em arte conceitual. A ideia é que o projeto seja uma plataforma para artistas e interessados expressarem as sexualidades livremente.

O coletivo inclusive organiza eventos que servem de incentivo para que os convidados participem dos ensaios. Deu vontade de participar das festas? No site você pode acompanhar o cronograma com o país em que vai rolar a próxima.

 

6. Antes nua do que sua

O nome desse projeto remete ao poder da mulher sobre o próprio corpo. Ela não pertence a ninguém e vai tirar a roupa, se quiser. O fotógrafo, Gabriel Wickbold, já teve suas fotos expostas em Nova York. O projeto Sexual Colors registrou artistas famosas como Adriane Galisteu, Fernanda Paes Leme e Didi Wagner nuas, cobertas por tintas.

 

7. #ILoveMyself

Depois de ter o que ela chamou de uma “overdose de fotografia comercial”, Marina Bitten resolveu se enveredar pelo ramo da fotografia artística. Criou o projeto I Love Myself para que as mulheres pudessem amar seus corpos.

 

8. Snaps

“Em épocas de ‘manda nude’, o nu em pelo definitivamente não é o mesmo”. Outro projeto publicado em formato de fanzine com o corpo masculino sendo retratado.

O que começou como um porfólio, de amigos posando para amigos, transformou-se em um projeto de arte com muita pesquisa para sair do lugar comum do nu masculino para que ele passe a ser algo especial. Pode ser comprado online.

 

9. Beleza Real

Como o nome já diz, a ideia do projeto é retratar o corpo feminino como ele é: sem retoques de Photoshop, sem maquiagem. Pelas lentes do fotógrafo André Rodrigo passaram mulheres cadeirantes, com marcas de vitiligo, brancas, negras, jovens e algumas não tão jovens, mas que também representam a “beleza real” da mulher.

 

10. Projeto Abandono

Esse já esteve aqui no SOS. A fotógrafa Priscila Artega mistura a beleza do corpo feminino com a beleza incomum dos locais abandonados que ela usa como cenário de suas criações.

Como muitos outros projetos de nu, sofreu com o preconceito das pessoas que não enxergam o lado artístico do trabalho e teve sua conta no Instagram removida algumas vezes.

 

11. 365nus

“O nu não precisa ser sensual, não precisa ser com pessoas dentro do padrão”. Essa foi uma das explicações do fotógrafo Fernando Schlaepfer sobre as pessoas que posaram para ele no projeto 365 nus.

Como o nome mostra, Schlaepfer fotografou, em um ano, 365 corpos nus e contou suas histórias. Através de uma Vakinha, Fernando conseguiu arrecadar mais de 80 mil reais para a produção de livro e exposição com as fotos.

 

12. Melissa Maurer

É na vegetação do cerrado que a fotógrafa Melissa Maurer encontra sossego e a paisagem ideal para suas fotos. As mulheres são registradas como se estivessem em simbiose com o ambiente. Ela captura a essência da Mulher Selvagem que existe em cada uma delas.

 

13. 100nudes

1 corpo, 100 artistas. Este projeto também já esteve aqui no SOS. A diferença para os outros desta lista é que este é sobre uma pessoa: Hugo, ator, performer, artista visual e criador do 100 nudes. O que muda é a visão de cada fotógrafo.

Ele está sendo fotografado nu em 100 ensaios produzidos em colaboração com 100 diferentes artistas. Você pode acompanhar o andamento dos ensaios no Instagram. Através do Patreon você pode “apadrinhar” esse projeto e ajudar que ele prospere. 

 

 

Ericka Guimaraes
Uma deusa, uma louca, uma feiticeira. Mãe, solteira e jornalista. Não necessariamente nessa ordem.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui