• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

13 Pratos tipicamente mineiros que você NÃO devia experimentar

Um perigo ir a Minas Gerais para comer. SÉRIO!

Quem já viajou por Minas Gerais, ou mora no estado, sabe o quanto é bonito, cheio de lugares interessantes, pessoas lindas, museus, cachoeiras, artesanato… No entanto, a maior atração mineira é a culinária.

minas_sossolteiro

A única coisa que indicamos é que jamais, em hipótese alguma, nunca, nunquinha, vá para Minas Gerais fazendo dieta. Ê trêm bão, sô! É tão bom que chega ser um perigo.

Para provar que o estado é a terra da gastronomia, fizemos um guia simplificado para você ignorar o regime e cair dentro nessas delícias mineiras!

***

1. Espera marido

esperamarido_sossolteiros

Sim, existe um prato com esse nome! Trata-se de um bolinho doce frito e passado no açúcar com canela ou coco ralado. Lembra um pouco uma mistura de bolinho de chuva com rosquinhas… Imagina se isso é gostoso.

Receitasvirtuais

2. Vaca atolada

vava_sossolteiros

O prato de nome engraçado nada mais é do que um ensopado de carne com mandioca! É um dos rangos mais gostosos desta lista. Fácil de encontrar em qualquer lugar do país, como nas vitrines das padocas do Rio ou São Paulo, mas só lá na terra do pão de queijo ele tem esse sabor especial, e esse nome mais especial ainda!

Iaracafe

3. Angu

angu_sossolteiros

Não confunda esse prato com a tradicional polenta, de origem italiana e comum no sul do país. O angu é um engrossado de fubá de milho, e diferente do prato italiano, é muito bem temperado. Junto com o frango com quiabo, é um dos pratos mais requisitados da cozinha mineira. Se não for preparado com cuidado, pode empelotar, o que deu origem à expressão “tem caroço nesse angu”.

Porteiravelha

4. Frango com quiabo

frango-com-quiabo_sossolteiro

Digamos que ele não ganha fãs pela aparência. Precisaria de uma transformação da Xuxa para ficar com uma carinha melhor, mas o sabor… Trata-se de um frango cozido, com o danado do quiabo junto. Se você não curtir o verdinho babento, melhor ter cuidado. Já pra quem ama frango e quiabo, é de lamber os beiços! Se nunca experimentou, vale a pena. É “bão” demais!

Cozinhacomigo

5. Doces, doces e mais doces

abobora_sossolteiros

Sabe aquele coração laranja fluorescente que você encontra na padoca da esquina? É doce de abóbora. Se você for a Minas vai entender que tudo vira doce – tem doce de queijo, de pequi, arroz…

Portalesperafeliz

6. Frango ao molho pardo

pardo_sossolteiros

Prepare-se, era melhor você nem ficar sabendo do que é feito, mas lá vai: o “molho pardo” nada mais é do que o sangue do próprio frango. E por que alguém o fez? Porque é delicioso! O prato foi criado na época da escravidão, em que tudo era aproveitado, tipo feijoada.

Tnh1

7. Tutu de feijão

tutu_sososlteiros

Assim como outros pratos da culinária mineira, surgiu na época da escravidão. Adicionar a farinha ao feijão era uma forma de engrossar caldo, fazer render, ou como se diria em Minas, “dar sustança”.

Sadia

8. Arroz com pequi

pequi_sossolteiros

O nome do prato é esclarecedor: trata-se de um arroz feito com o fruto do pequizeiro, às vezes, misturado com a carne de sol e outros legumes. O problema é que muita gente não sabe que não se deve morder o pequi. Ele contém uma camada cheia de espinhos logo abaixo da superfície. O segredo é esquecer o garfo, pegar o pequi com a mão mesmo e roer com cuidado, retirando só a parte amarela de cima. Coragem, amigo, porque vale a pena!

Suasreceitas

9. Ambrosia

ambrosia_sossolteiros

Um clássico! Como se diz lá em Minas, esse doce é “mais antigo do que andar pra frente”. É de origem grega, por isso seu sabor é dos deuses (tum-dumts!). Foi trazido ao Brasil pelos portugueses e se apegou aos mineiros. Embora tenha esse nome complicadinho, é bem fácil de fazer! Mais fácil ainda degustar!

Adorocomer

10. Rabada

rabada_sossolteiros

Em Minas, tudo se aproveita! Esse prato, por exemplo, é um ensopado feito com o rabo do boi! Na receita também são colocados alguns legumes, mas isso depende da preferência do cozinheiro. Cuidado apenas com os temperos e pimentas quando comer esse prato num restaurante mineiro.

Receitadevovo

11. Bambá de couve

bamba_sososlteiros

O nome já esclareceu que tem couve, ufa! Mas e o resto? Bambá é um caldo grosso, bem temperado (claro!), feito com paio e fubá, além das folhas picadinhas. Fácil de fazer em casa, da uma olhadinha na receita e aproveite esse friozinho gostoso para jantar essa gostosura!

Basilico

12. Sericaia

sericaia_sossolteiros

Também de origem portuguesa, é uma mistura de torta, bolo, creme, com uma massa bem macia, que desmancha na boca. A receita é bem simples, complicado é só o nome!

Asreceitasladecasa

13. Baba de moça

baba_sossolteiros

Respira e não pira, ninguém vai babar no seu prato. A baba de moça é um doce bem comum, provavelmente você já experimentou. Sabe aquele creme amarelo usado para rechear massas doces, como bolos, donuts e a maioria dos sonhos de padaria que você já viu por aí? Então.

Mdemulher

 

– Sentiu falta do seu prato preferido? Fique à vontade para mencionar nos comentários e compartilhar a receita com a gente!

 

Dario C L Barbosa
Fundador e editor do Almanaque SOS. Paulistano, formado em Comunicação Social, trocou os anos em redes de rádio e televisão (SBT, Record, Band, etc.) pela internet em 2012. Vegano e meditante, busca evoluir junto com todos os seres enquanto caminham. ( Twitter - Instagram ).

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui