10 Benefícios incríveis sobre ouvir Música no trabalho, segundo a ciência
  • Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

10 Benefícios incríveis sobre ouvir Música no trabalho, segundo a ciência

A ciência comprova, ouvir som na firma é uma boa pedida.

Redação - Almanaque SOS Publicado: 23/03/2018 11:38 | Atualizado: 26/03/2018 10:45

O chefe ainda nem apareceu na porta e já rola aquela correria para desligar a musiquinha que estava rolando para descontrair o clima na firma.

Isso é só mais um indicativo que nem ele, muito menos você, estão ligados no mundo da ciência. Segundo pesquisas, curtir uma canção pode trazer muitos benefícios para a sua produtividade. Se liga!

 

1. Libera o “hormônio da felicidade”

De acordo com este estudo, desenvolvido por pesquisadores da Universidade McGill, no Canadá, ao ouvirmos uma música da qual gostamos, nosso organismo reage com a liberação de dopamina, um dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer, bem estar, o que muitas vezes faz com que fiquemos mais motivados para alguma tarefa.

Ouvir sua musiquinha tem o mesmo efeito no cérebro que ficar “in love” por alguém, comer um chocolatinho ou lembrar de um momento feliz em sua vida.

 

2. Um pause no estresse

nervoso? Solta o play! Ainda de acordo com os pesquisadores da Universidade McGill, as letras das canções ativam a região do cérebro que processa a linguagem, estimula o córtex motor e as memórias do hipocampo.

Todas essas reações fazem você se envolver e acompanhar o ritmo da canção (mesmo que seja balançando o pé), ajudando a tirar o foco de um problema que vem lhe deixando estressado.

Para completar, ainda temos a presença farta da dopamina, nos enchendo da sensação de prazer e bem estar, que manda qualquer estresse ou ansiedade para bem longe, além de diminuir dores, melhorar a imunidade e auxiliar na memória.

 

3. Estimula o pensamento criativo

É comum ouvirmos os criativos dizerem que precisam de um sonzinho na hora de criar. E eles estão certíssimos em fazer isso. E mais uma vez, a culpa disso pode ser da dopamina.

De acordo com Irma Järvelä, médica especialista em genética da Universidade de Helsinki, na Finlândia, em entrevista à revista científica News Science, a dopamina, por nos deixar relaxados e motivados, traz uma contribuição considerável ao pensamento criativo.

Uma pesquisa, publicada na revista científica Plos One constatou que pessoas eram mais criativas e tinham ideias mais originais quando ouviam músicas que achavam positivas do que as pessoas que trabalhavam em silêncio.

 

4. Você trabalha mais rápido

Uma agência online de marketing, chamada WebpageFX, desenvolveu um infográfico a partir de diversos estudos científicos já realizados sobre o tema.

Nomeado como Whistle while you work: Impact of music on productivit , em português algo como “Assovie enquanto trabalha: o impacto da música na produtividade“, o documento afirma que, de acordo com pesquisas, cerca, 90% das pessoas tem desempenhos melhores em suas tarefas quando escutam música.

Também mostra que 88% produzem resultados mais precisos. E se duvidar, este experimento realizado em uma fábrica comprovou que os trabalhadores se mostraram mais produtivos quando tocava no ambiente músicas mais alegres e animadas.

 

5. Cada música, uma ocasião

Não é simplesmente sair colocando qualquer musiquinha e esperar o milagre acontecer. De acordo com alguns estudos, estilos musicais diferentes causam resultados diferentes em nosso organismo, em especial em nossa produtividade.

De acordo com este artigo, publicado pela empresa especializada em música PRS for Music, uma pesquisa realizada em 2014 pela revista científica Mindlab International, afirmou os segundos dados:

  • Música dançante aumenta a velocidade de revisão em 20%;

  • Música ambiente melhora a precisão das pessoas na inserção de dados em até 92%;

  • Música clássica consegue deixar as pessoas 12% mais precisas;

  • Música pop é capaz de fazer você reduzir cerca de 14% seus erros, além de te fazer trabalhar 58% mais rápido.

 

6. Para mais concentração, aposte na playlist favorita

Quando o assunto é concentração, a melhor opção na sua playlist são aquelas músicas que você conhece “de cabo à rabo”.

O estudo da Universidade McGill, citado no primeiro item, também constatou que quando ouvimos uma canção nova pela primeira vez, uma grande quantidade de dopamina é liberada em nosso organismo, diferente de quando ouvimos uma canção que já conhecemos bem.

Esse excesso de dopamina no organismo acabará deixando a pessoa eufórica, animada, o que pode ser um grande desastre para a concentração. Dessa forma, os especialistas sugerem canções manjadas ou instrumentais para potencializar seu foco.

 

7. Acabam as tensões

E se uma canção recém lançada libera uma boa quantidade de dopamina no seu organismo, ouvir aquela música preferida, que te faz lembrar de momentos únicos, age da mesma forma.

O estudo mencionado acima também comprovou que quando ouvimos nossa canção preferida, a dopamina chega com tudo, nos enchendo daquela sensação de prazer, bem estar, relaxamento, o que faz diminuir consideravelmente a tensão.

E isso funciona para qualquer tipo de canção, desde que ela seja sua preferida. Ou seja, a galera do rock consegue mesmo relaxar e ficar numa nice ouvindo um som pesadão.

 

8. Ser levado a outro ambiente ajuda na criatividade

Até para aqueles que dizem não conseguirem se concentrar e serem produtivos com música, há um som capaz de ajudar. Este estudo publicado na revista científica JSTOR constatou que o som ambiente de uma cafeteria é o estímulo perfeito para a criatividade aflorar.

Segundo eles, isso se deve ao som que é produzido no ambiente, uma mistura calma e agitação. Se quiser testar, relaxa, nem precisa sair de casa. O site Coffitivity oferece uma playlist online e gratuita só com esses sons.

 

9. A música influencia diretamente o comportamento

Quando estamos ouvindo uma música, a frequência das nossas ondam cerebrais tendem a se sincronizarem com o tempo de andamento da canção que estamos ouvindo.

Isso pode fazer com que, quando ouvimos uma música de batidas mais agitadas, acabemos ficando igualmente agitados. O contrário também pode acontecer, uma musiquinha mais leve, pode nos deixar mais tranquilos, segundo afirma o estudo canadense já citado em outros itens desta lista.

Sendo assim, uma boa opção, já que tudo isso é bem pessoal, é sentir como determinada canção influencia seu corpo, o que ela te provoca. Só assim você terá certeza sobre qual música é boa ou não para te ajudar a produzir.

 

10. Silêncio!

Todos esses benefícios que a música pode trazer para sua produtividade vai depender do tipo de tarefa que será preciso realizar e do tempo que o sonzão ficará rolando. De acordo com o site de notícias estadunidense, Quartz, um estudo de 1972 descobriu que os benefícios da música desapareciam quando ela era tocada constantemente.

este estudo, desenvolvido pelo Departamento de Psicologia da University College London, no Reino Unido, constatou que tarefas gerenciais complexas eram melhor desempenhadas quando o ambiente estava em silêncio.

Então o melhor é usar o bom senso e ver o que se aplica a sua rotina.

Silêncio.

Temos que levar em consideração que essa relação envolvendo música e produtividade é algo muito pessoal e varia de pessoa para pessoa. Há aqueles que conseguem manter o foco e produzir com maestria em ambientes sonoramente poluídos, já outros precisam do mais absoluto silêncio.

Se você ainda não sabe o que é melhor para você, faça o que sugerimos no item 9 e observe como você reage à música. Se com o batidão de fundo você trabalha melhor que nunca, só lembre-se de respeitar as outras pessoas à sua volta.

Neste artigo, apresentamos os melhores fones do mercado dos últimos anos. Fica a dica.

Fonte(s): Veja, Época Negócios, WebpageFX, Telegraph, Quartz, Live Science, Revista Galileu, New Scientist, Follow The Colours
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook e Instagram .

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui