publicidade

15 Atitudes simples que ajudam quando estiver se sentindo um lixo

Dançar, trocar de roupa e abraçar um cachorro são algumas das indicações dos especialistas.

Raphael Domingos - Publicado: 16/03/2016 15:21 | Atualizado: 16/03/2016 15:35
1.123
Clique no "joinha" para bombar este post!
1117
0
0
publicidade

A surpresa de viver cada dia de uma vez, sem termos controle dos fatos que irão acontecer, é uma das coisas mais belas da vida.

Porém, como tudo tem dois lados, logo surge a parte chata: quando somos surpreendidos pelo sentimento de que a mesma vida na verdade é um lixo – aí vem aquela deprê e o chororô.

atitudes_lixo_sossolteiros

Cada momento é importante, inclusive os momentos “pra baixo”, mas isso não significa que não possamos sair rapidamente dessa fossa.

publicidade

Para lidar com isso, encontramos no Tumblr Eponis algumas dicas para dar aquela levantada no ânimo, olha só!

***

1. Beba água

Às vezes, essa leseira toda pode ser a manifestação de uma desidratação, ou seja, é preciso ingerir água e não suco, refrigerante, chá verde ou goró. Para isso, pegue sua caneca de chopp ou um copo grande, encha-o de água e dê várias goladas generosas.

De acordo com um estudo publicado no The Journal of Nutrition, a desidratação – com 1% abaixo da taxa ideal – já pode causar sintomas como enxaqueca, perda de foco, fadiga e aborrecimento. Então fique de olho na cor do seu xixi, se estiver mais escuro que claro, seu corpo precisa ser hidratado.

WOMAN DRINKING WATER, CLOSE UP

dripdrop

2. Arrume sua cama

Quando temos inúmeras obrigações para cumprir – inclua pagar as contas do mês e atingir as metas do trabalho – podemos nos sentir sob grande pressão e o simples fato de arrumar a própria cama pode ser a primeira ação que nos colocará de volta nos trilhos, além de nos ajudar a não querer voltar a dormir.

Gretchen Rubin, uma das grandes influenciadoras literárias sobre hábitos e felicidade, autora do bestseller Better than Before (Melhor do que Antes) afirma em seu site que “arrumar a cama é uma atividade rápida e simples, mas que faz uma grande diferença […] para muitas pessoas, essa organização ajuda no processo de estabelecer a paz interior”.

A especialista ainda conclui dizendo que essa simples ação nos dá a sensação de eficiência, produtividade e disciplina.

atitudes_lixo_sossolteiros_02

housebeautiful

3. Tome um banho

Pode soar como uma falácia, mas, aparentemente, a vida parece ser bem melhor quando estamos limpos. Uma boa ducha pode potencializar nossa energia e mandar o desânimo para o ralo; aproveite a ocasião e massageie a cabeça e saberá do que estou falando.

Segundo uma pesquisa feita pelo The National Center for Biotechnology Information (NCBI), banhos frios possuem efeitos anti-depressivos, ajudando a reerguer o ânimo. Esse procedimento está relacionado à hidroterapia, que tem efeito analgésico e não causa dependência.

Para não ter um choque térmico, mantenha a temperatura do chuveiro em 20° C e deixe a água cair sobre você por 2 – 3 minutos. Após isso, vá reduzindo a temperatura até chegar no modo “geladão”; essa segunda etapa dura por volta de 5 minutos, sugere a pesquisa citada acima.

banho_sososlteiros

glamhaul

4. Coma um petisco

É petisco e não tranqueira, hein?! Tudo bem que é uma tentação resistir a uma barra de chocolate, entretanto, contenha-se, jovem, pois quando estamos nos sentindo um bagaço tendemos a querer ingerir porcarias. Mas isso não significa que você precise rever sua educação alimentar, mas comer frutas já ajuda.

Cuidado com a quantidade de açúcar consumido, pois, segundo uma pesquisa divulgada pelo The American Journal of Clinical Nutrition, ingerir alimentos com alto índice glicêmico (IG) está fortemente associado como desenvolvimento de muitos tipos de depressão.

Porém, o consumo de fibras, gãos, frutas, vegetais e lactose surtem efeitos que combatem o seu aparecimento.

comerfrutas_sososlteiros

tendenciademulher

5. Dê uma volta – mas não no shopping

Dar uma simples caminhada e tomar um ar, muitas vezes, é justamente o que necessitamos. Então, aproveite para esticar o esqueleto, mexer essas pernas e adquirir um pouco de vitamina D, mesmo que seja por um breve período de tempo.

Conforme estudo publicado no NCBI, realizar caminhadas em áreas verdes promove pensamentos emocionais positivos. Assim, quando caminha-se por ambientes naturais há uma queda de certos sintomas como frustração, obrigação e excitação, mas proporciona um alto grau do estado de meditação.

andarfloresta_sososlteiros

theflincher

6. Use uma roupa adequada

“Ah, mas meu trabalho é home office”. Tudo bem, vista-se com se fosse ficar alocado em outro lugar que não fosse a sua casa – afinal, parece que ficar o dia inteiro de pijama aumenta a vontade de dormir.

Agora, se você passa o dia inteiro fora, vestindo roupas desconfortáveis, quando chegar em casa procure vestir algo mega confortável para se sentir descansado(a) e, enfim, relaxar.

Jerry Kennard, psicólogo consultor e escritor, afirma no Health Central que no período em que nos encontramos para baixo tendemos a negligenciar a nossa aparência, porém, ele recomenda que façamos o contrário, dando atenção para nós mesmos. Assim, nos sentiremos melhores.

roupas_sososlteiros

kolshii

7. Mude seu ambiente

Passar 8 horas por dia no mesmo espaço, pode ser opressor. Mas se você possui uma ocupação flexível, que permita trabalhar em locais como cafeterias, livrarias ou espaços de coworking, aproveite e procure novos ares.

Se não rolar, inclua na sua lista de afazeres dar uma passadinha em locais que tenha interesse; no fim do dia podemos experimentar a sensação de completude.

Conforme uma pesquisa publicada pelo National Center for Biotechnology Information, percebeu-se que o ambiente de trabalho tende a influenciar no aparecimento de estresse e baixa disposição, refletindo em sintomas depressivos.

Em São Paulo exitem alguns espaços de coworking gratuitos, confira aqui.

trabalharfora_sososlteiros

salon

8. Converse com alguém

Não, não vale conversar pela internet. Fale pessoalmente, sobre qualquer assunto que deseja abordar. Dessa forma, chame um amigo para sair ou vá na casa da sua mãe e pergunte como ela está. Porém, se você não se sente à vontade para falar sobre suas particularidades, tudo bem.

Conforme uma publicação compartilhada no site Happyfi, o psicólogo de Berkley – University of California, Dacher Keltner, nos sugere a darmos atenção para os outros ao invés de ficar apenas no nosso mundinho, assim, lembraremos que todo mundo tem seus altos e baixos.

converse_sosolteiros

nieuwetijdskind

9. Dance uma música extasiante – sem sentir culpa

Selecione alguma música ou álbum envolto em alta energia e bote pra quebrar. Dance como se não houvesse amanhã – não importa se você se possui gingado ou mais parece o Robocop – apenas sinta a vibe e deixe seu corpo responder às batidas sonoras. Quando a música acabar, o ânimo provavelmente reaparecerá.

Conforme uma publicação da Berkley Wellness, plataforma associada a Berkley University of California, dançar nos dá mais disposição, reduz os níveis de ansiedade, depressão, estresse; aumentando a autoestima e a sensação de bem estar.

tomcruise_sososlteiros

biography

10. Faça exercícios

“Fazer exercícios nos deixa mais dispostos” – quem nunca ouviu essa frase? – então bora lá mexer esse corpitcho e mandar embora toda a moleza. “Ah, mas eu não tenho tempo pra academia”. Sem crise, pois existem exercícios que não exigem o uso de equipamentos e são completos, como o burpee – já falamos dele aqui no SOS.

Segundo uma publicação da Fast Company, “se você começa a se exercitar, seu cérebro reconhece isso como um momento de estresse […] para proteger a si mesmo e seu cérebro contra o estresse, você poduz uma proteína chamada BDNF – Brain-Delivered Neutrophic Factor (Fator Neutrófico Derivado do Cérebro)”.

É por isso que nos sentimos bem após realizar algumas séries de exercícios.

atitudes_lixo_sossolteiros_10

gearpatrol

11. Termine suas tarefas e comemore

Independente se a tarefa é simples ou complexa, termine-a. Se não for possível finalizar algo complexo, divida-o em obrigações menores e bata a meta. Mas não se esqueça da parte mais importante: parabenize-se por todas as conquistas alcançadas, pois, você merece.

De acordo com uma publicação do Harvard Business Review, compilada pelos pesquisadores Teresa Amabile e Steven J. Kramer é certo dizer que existe uma estreita relação entre progresso e níveis de motivação; conectando-os à felicidade, performance e produtividade, por isso que a sensação de missão cumprida é ótima.

Segundo Amabile, quando somos altamente produtivos, estamos muito motivados e envolvidos pela tarefa em si. Sacou?

Curtiu, mas tá improdutivo(a)? Então confira dicas incríveis que disponibilizamos aqui no SOS.

tarefasfeitas_sososlteiros

zorgkrant

12. Abrace um animal

Conforme um estudo publicado pelo NCBI , animais promovem benefícios positivos tanto psicológicos quanto físicos, como sensação de bem estar, alta autoestima e baixa negatividade causada por rejeição social, além de ajudar no combate contra fatores que promovem o estresse.

Mas se você não tiver por perto um pet para trocar afetos, escolha um animal categorizado (por você) como fofo e procure fotos de seus filhotes na net, pois de acordo com um post publicado no SOS isso nos faz experimentar emoções fortes, como o amor e a curiosidade.

atitudes_lixo_sossolteiros_12

mothernaturenetwork

13. Monte uma lista de “coisas feitas” ao invés de “coisas a fazer”

Pare de se sobrecarregar com as tarefas que ainda precisam ser realizadas e olhe para as atividades que você já fez. Assim, é possível perceber quantas obrigações já demos conta, como responder vários e-mails, lavar a louça, arrumar a casa, fazer exercícios e por aí vai.

A intenção não é medir o grau de dificuldade das ações que finalizamos, mas provar para nós mesmos que somos eficazes.

Esse tópico se relaciona diretamente com o tópico #11, onde ambos estimulam a sensação de recompensa, nos fazendo experimentar o sentimento de tarefa concluída.

lista_sososlteiros

ipbarreto

14. Assista algum vídeo que te faça rir

Rir, segundo um artigo divulgado no Help Guide, aumenta o poder do nosso sistema imunológico, dá um gás na nossa energia, reduz a dor e diminui efeitos de estresse e tensão.

 

15. Permita-se experimentar o momento de fossa

Nem tudo precisa ser resolvido neste exato momento, se você tentar ajeitar uma situação e mesmo assim não der certo, relaxe, pois, isso não significa que há algo de errado ou que suas tentativas foram fracassadas.

Às vezes, apenas precisamos passar por certas experiências. Sendo assim, conceda a si mesmo tempo e espaço para sentir o que é preciso sentir.

De acordo com uma publicação no Psych Central, a conselheira e psicoterapeuta Ashley Eder afirma que muitas vezes é preciso reconhecer a situação, compreendê-la e esperar.

Ela também nos indica a darmos um tempo para nos sentir confortáveis novamente e, ás vezes, isso significa assistir alguns episódios de um seriado antigo, jogar algum game ou até mesmo tirar um cochilo. E finaliza dizendo que “está tudo bem em ter um dia ruim, vai passar.”

fossa_sososlteiros

washingtonpost

Fonte: Eponis



Destaques do Alô, Alô? Testando!

1.123
Clique no "joinha" para bombar este post!
1117
0
0
Acredita que o processo de autoconhecimento é o melhor trampolim para encontrar propósito de vida, o que gera significado para toda uma existência, incluindo o aperfeiçoamento de performance profissional. Também crê no poder do colaborativismo e no sistema de conhecimento compartilhado.
publicidade

Tá na rede!

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade